Análise imuno-histoquímica do fenótipo de células de retinoblastoma utilizando marcadores de células neuronais e gliais

María Eugenia Orellana Rubens Belfort Neto Emilia Antecka Miguel Noel Burnier Jr.Sobre os autores

RESUMO

Objetivos:

Este estudo visa determinar a origem do retinoblastoma em um número de casos e correlacionar essos achados com fatores prognósticos e histopatológicos conhecidos.

Métodos:

Trinta e nove casos de retinoblastoma foram diagnosticados e analisados com imuno-histoquímica usando marcadores de anticorpos monoclonais contra as células de retina imaturas (SOX-2: SRY-box containing gene 2), contra as células da retina maturas (MAP2: microtubule -associated protein 2) e contra as células gliais maturas (GFAP: glial fibrillar acidic protein). Foram avaliadas características microscópicas dos casos (grau de diferenciação, presença de semeadura vítrea, invasão de coroide/esclera, nervo óptico e câmara anterior). Duas linhas celulares de retinoblastoma (WERI-1 e Y79) também foram testadas, utilizando os três marcadores.

Resultados:

A expressão de SOX-2 foi positiva em 97,4% dos casos de retinoblastoma, enquanto MAP2 foi positivo em 59% dos casos. GFAP foi apenas positivo no estroma (astrócitos reativos). Não houve correlação entre preditores histopatológicos e marcadores imunohistoquímicos avaliados. As linhagens celulares mostraram positividade para SOX-2 (90% em WERI-1 e 70% das células Y79). Ambas as linhagens celulares se mostraram fortemente positivas con MAP2 (90%), enquanto não houve expressão de GFAP em nenhuma das linhas celulares estudadas.

Conclusões:

A maioria das células de retinoblastoma desta série de casos expressa marcadores de células retinianas imaturas, além de marcadores de células maduras. As linhas celulares Y79 e WERI-1 apresentaram imunomarcação para ambos os marcadores neurais em percentagens semelhantes a dos casos avaliados. Portanto, estes resultados confirmam a origem neural do tumor em particular. Alem disso, a ausência de células positivas para GFAP no tumor descarta diferenciação de astrócitos em retinoblastoma.

Descritores:
Retinoblastoma/etiologia; Retinoblastoma/patologia; Fenótipo; Prognóstico; Imuno-histoquímica; Anticorpos monclonais

Conselho Brasileiro de Oftalmologia Rua Casa do Ator, 1117 - cj.21, 04546-004 São Paulo SP Brazil, Tel: 55 11 - 3266-4000, Fax: 55 11- 3171-0953 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abo@cbo.com.br