Efeitos do propranolol oral para de hemangioma circunscrito de coroide

Karlos Frederico Castelo Branco Sancho Claudio Zett Iran Gonçalves Júnior Melina Correia Morales Maurício Maia Rubens Belfort Mattos NetoSobre os autores

RESUMO

Objetivo:

Avaliar o efeito do propranolol oral para hemangioma circunscrito da coroide.

Métodos:

O estudo é do tipo prospectivo, quantitativo e descritivo. Propranolol oral na dose de 1.5 mg/kg/dia foi administrada em cinco pacientes com hemangioma circunscrito da coroide. Todos os pacientes foram avaliados com acuidade visual, oftalmoscopia binocular indireta, tomografia de coerência óptica, angiografia com tomografia de coerência óptica, angiografia com fluoresceína e indocianina verde e ultrassonografia ocular.

Resultados:

Nenhuma mudança clínica ou no tamanho do hemangioma circunscrito da coroide foi vista através de métodos diagnósticos em qualquer momento do tratamento. Uma atenuação das complicações foi observada nos primeiros quatro meses de tratamento, com manutenção da condição e piora nos meses seguintes.

Conclusão:

O estudo mostrou que o propranolol oral na dose de 1.5 mg/kg/dia não se mostrou efetivo como monoterapia no tratamento do hemangioma circunscrito da coroide.

Descritores:
Hemangioma; Neoplasia da coroide; Propranolol; Verde de indocianina; Tomografia de coerência óptica

Conselho Brasileiro de Oftalmologia Rua Casa do Ator, 1117 - cj.21, 04546-004 São Paulo SP Brazil, Tel: 55 11 - 3266-4000, Fax: 55 11- 3171-0953 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abo@cbo.com.br