Esclerite necrosante por Nocardia após ceratoplastia penetrante e facoemulsificação com implante de lente intra-ocular: caso clínico e revisão de literatura

Relato de caso de esclerite necrosante aguda, evoluindo para perfuração escleral com prolapso uveal, 23 meses após procedimento de ceratoplastia penetrante e facoemulsificação com implante de lente intra-ocular no olho esquerdo sem intercorrências.A paciente foi submetida à avaliação completa auto-imune para esclerite. Biópsia da área de perfuração escleral foi encaminhada para avaliação patológica e microbiológica. Análise de material cirúrgico revelou presença de cultura proveniente de Nocardia asteroides como agente causal da perfuração escleral. Resultados de exames do sistema auto-imune não foram conclusivos. Tratamento foi um sucesso com reforço escleral tectônico do tecido corneano doador, utilização de pericárdio preservado, associado ao uso sistêmico e tópico de sulfametoxazol-trimetropina e amicacina colírio. Apresentou melhora visual após o tratamento e a melhor correção visual final, 16 meses após o último procedimento cirúrgico foi de 20/70. Intervenção cirúrgica precoce, análise patológica e microbiológica do material, associados a consulta a especialistas na área de doenças infecciosas e reumatologia, são primordiais para minimizar perda visual em casos de suspeitas de esclerite infecciosa necrosante.

Esclerite; Nocardia asteroides; Infecções oculares; Ceratoplastia penetrante; Facoemulsificação; Relatos de casos


Conselho Brasileiro de Oftalmologia Rua Casa do Ator, 1117 - cj.21, 04546-004 São Paulo SP Brazil, Tel: 55 11 - 3266-4000, Fax: 55 11- 3171-0953 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abo@cbo.com.br