Accessibility / Report Error

Diretrizes brasileiras sobre o monitoramento e tratamento da conjuntivite alérgica pediátrica

RESUMO

A conjuntivite alérgica (CA) é uma condição frequente, debilitante e responsável por grande impacto econômico, proporcionalmente maior quando acomete crianças. Essas diretrizes foram desenvolvidas com base na literatura científica (PubMed/Medline) e na experiência de um Comitê de Especialistas composto por membros da Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica, do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, da Sociedade Brasileira de Pediatria e da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia. A conjuntivite alérgica é considerada controlada quando os sintomas não são desconfortáveis ou estão presentes por dois dias na semana; o escore visual pela escala analógica é inferior a 5 e o grau de hiperemia conjuntival é de 0-1 pela escala de Efron. A conjuntivite alérgica deve ser classificada em leve, moderada, grave e com risco de perda visual para tratamento e frequência de monitoramento adequados. Esta diretriz orienta o diagnóstico, tratamento e monitoramento da conjuntivite alérgica pediátrica, considerando aspectos clínicos e demográficos das condições alérgicas no Brasil.

Descritores:
Conjuntivite alérgica; Rinite alérgica sazonal; Hipersensibilidade; Criança

Conselho Brasileiro de Oftalmologia Rua Casa do Ator, 1117 - cj.21, 04546-004 São Paulo SP Brazil, Tel: 55 11 - 3266-4000, Fax: 55 11- 3171-0953 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abo@cbo.com.br