Ceratites microbianas relacionadas a lente de contato

Aline Silveira Moriyama Ana Luisa Hofling-Lima Sobre os autores

OBJETIVO: A ceratite microbiana associada ao uso de lente de contato é uma condição clínica grave, com risco de perda visual e cuja incidência vem aumentando progressivamente. Os principais agentes etiológicos podem variar geograficamente e informações referentes aos agentes causais são essenciais para tratamento apropriado. Este estudo se propõe a analisar os resultados microbiológicos de raspados de córnea coletados de pacientes usuários de lente de contato com quadro de ceratite microbiana. MÉTODOS: Foi realizada análise retrospectiva de todos os estudos microbiológicos de pacientes usuários de lente de contato com diagnóstico clínico de ceratite microbiana que tiveram material corneal enviado para o Laboratório de Microbiologia Ocular UNIFESP durante o período de 5 anos de janeiro de 2002 a dezembro de 2007. RESULTADOS: Dos 239 pacientes em que foi possível identificação, o agente era bactéria em 166 (69,46%), Acanthamoeba em 95 (39,75%) e fungo em 4 (1,67%). Staphylococcus coagulase negativo foi encontrado em 74 casos, dos quais todos eram sensíveis tanto a ciprofloxacino quanto a ofloxacino. Dois casos de resistência a quinolonas de quarta geração (gatifloxacino e moxifloxacino) foram identificados entre os casos de Staphylococcus coagulase negativo. Pseudomonas spp foi isolada em 32 pacientes, dos quais todos eram sensíveis a quinolonas de segunda geração (ciprofloxacino e ofloxacino) e de quarta geração. Foi encontrado um único caso de Pseudomonas resistente a gentamicina. CONCLUSÃO: Staphylococcus coagulase negativo foi isolado em um número de casos superior a Pseudomonas, o agente tradicionalmente considerado o principal de ceratites microbianas associadas ao uso de lente de contato. Aminoglicosídeos, fluorquinolonas de segunda e de quarta geração apresentaram um perfil antibiótico satisfatório para o tratamento empírico de ceratites microbianas em usuários de lente de contato.

Lentes de contato; Ceratite; Infecções oculares bacterianas; Úlcera de córnea; Acanthamoeba


Conselho Brasileiro de Oftalmologia Rua Casa do Ator, 1117 - cj.21, 04546-004 São Paulo SP Brazil, Tel: 55 11 - 3266-4000, Fax: 55 11- 3171-0953 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abo@cbo.com.br