Influência da membrana epirretiniana sobre os resultados da terapia de ranibizumab em edema macular diabético

Nimet Yesim Ercalik Serhat Imamoglu Esra Turkseven Kumral Nursal Melda Yenerel Handan Bardak Yavuz Bardak Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

Investigar a influência da membrana epirretiniana (ERM) na terapia intravítrea com ranibizumab (IVR) para o edema macular diabético (DME).

Métodos:

Este estudo retrospectivo consistiu de 56 olhos de 48 pacientes com DME que foram divididos em dois grupos: o grupo DME com ERM (estudo) e o grupo só DME (controle). Foram avaliadas alterações na espessura central de macular (CMT) e melhor acuidade visual corrigida (BCVA).

Resultados:

No grupo de estudo, embora a CMT tenha sido significativamente reduzida após a 1ª injeção (p<0,001), a acuidade visual não melhorou significativamente (p=0,296). Após a 1ª injeção, o grupo controle apresentou diminuição significativa no CMT (p<0,001) e melhora na acuidade visual (p<0,001). No grupo controle, embora a mudança de CMT tenha sido significativa (p<0,001), a melhora da acuidade visual não foi significativa quando comparada com o grupo de estudo.

Conclusões:

No curto prazo, observou-se uma influência negativa da ERM sobre o IVR em DME.

Descritores:
Membrana epirretiniana; Edema macular/quimioterapia; Retinopatia diabética/complicações; Ranibizumab/uso terapêutico

Conselho Brasileiro de Oftalmologia Rua Casa do Ator, 1117 - cj.21, 04546-004 São Paulo SP Brazil, Tel: 55 11 - 3266-4000, Fax: 55 11- 3171-0953 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abo@cbo.com.br