Perfil das doações de córneas no Banco de Olhos do Hospital São Paulo* * Estudo realizado no Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP-EPM e Banco de Olhos do Hospital São Paulo.

Corneal donation profile at the São Paulo Hospital Eye Bank

Luciene Barbosa de Sousa Carlos Felipe Chicani Esper Escobar Saud Tárcio Faria Elcio H. Sato Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

O aumento no número de Bancos de Olhos no Brasil e na demanda de tecido para transplante de córnea torna necessário um estudo do perfil das doações recebidas. Este estudo tem como objetivo traçar o perfil das doações de córneas obtidas pelo Banco de Olhos do Hospital São Paulo.

Material e Métodos:

Estudo retrospectivo de fichas de doações realizadas no período de Janeiro de 1993 a Dezembro de 1995, quanto a diversas variáveis referentes ao doador.

Resultados:

Foram doadas 1904 córneas, sendo que 96,5% foram obtidas através de enucleação. Observou-se um decréscimo progressivo a cada ano no número de doações. O aproveitamento de tecido foi de 49,36% em 1993, 5 1,72% em 94 e 49,8% em 95. Em todos os anos a principal causa da não utilização da córnea foi em decorrência de alterações encontradas ao exame biomicroscópico do tecido. Mais de 50% dos doadores encontraram-se na faixa etária acima de 60 anos. A soropositividade para HIV, hepatite B, hepatite C e sífilis variou de 21,1% a 25,3% durante o período. As principais doenças relacionadas como causa mortis foram alterações cardiológicas e respiratórias, seguidas de acidentes. As enucleações foram realizadas principalmente entre 2 a 6 horas pós-óbito. A porcentagem de córneas utilizadas anualmente no hospital foi de 72,7%, 76,1% e 77,4% nos respectivos anos de 1993, 1994 e 1995.

Conclusão:

Campanhas de conscientização da população são necessárias para que se aumente o número de doações. Maiores esforços devem ser feitos pelos Bancos de Olhos visando melhorar a qualidade de tecido recebido.

Palavras-chave:
Banco de Olhos; Doador; Transplante; Córnea

SUMMARY

Purpose:

Evaluate the corneal donation profile at Hospital São Paulo Eye Bank.

Material and Methods:

Retrospective evaluation of donor records from January 1993 until December 1995, regarding the number and local of donations, the type of eye removal, the use of the tissue, donor age and serologic status, cause of death, removal time and preservation.

Results:

The eye bank collected 1904 corneas and the majority (96. 5%) was enucleated. Donation rate decreased during the studied period of time. The percentage of used corneas was 49.36% in 1993, 51.72% in 1994 and 49.8% in 1995. The cornea evaluation at slit lamp was the main cause of unused tissue. More than 50% of donors were over sixty years old. The seropositive rales for HIV, Hepatitis B, Hepatitis C and Syphilis ranged from 21.1% to 25.3% during the period of study. Regarding the death cause, cardiologic and respiratory diseases, followed by accidents were the most frequent. Enucleation was realized mainly between 2 to 6 of corneas used in patients of the hospital were 72.7% in 1993, 76.1% in 1994 and 77.4% in 1995.

Conclusions:

It is important to make the population realizes that donation is a necessity. Efforts from the Eye Banks must be dane trying to improve the quality of tissue donated in our country.

Palavras-chave:
Banco de Olhos; Doador; Transplante; Córnea

Texto completo disponível apenas em PDF.

  • *
    Estudo realizado no Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP-EPM e Banco de Olhos do Hospital São Paulo.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  • 1
    PAYNE, J. W. - Donor selection. In: Corneal Surgery. Brightbill FS. Mosby Company. St. Louis. Chapter, 2: 6-23, 1986.
  • 2
    WILHELMUS, K. R.; FARGE, E. J. - HIV antibody screening of corneal donors. Ophthalmologica, 195 (2): 57-60, 1987.
  • 3
    CONWAY, M. D.; INSLER, M. S. - The identification and incidence of human immunodeficiency virus antibodies and hepatitis B virus antigens in corneal donors. Ophthalmology, 95 (10): 1463-7, 1988.
  • 4
    GOLDBERG, M. A.; LAYCOCK, K. A.; KINARD, S.; WANG, H.; PEPOSE, J.S. - Poor correlation between reactive syphilis serology and human immunodeficiency virus testing among potencial cornea donors. Am J Ophthalmol, 119 (1): 1-6, 1995.
  • 5
    Williams, K. A.; White, M. A.; Badenoch, P. R.; Wedding, T. R.; Alfrich, S. J. et al. - Donor cornea procurement: six-year review of the role of the eye bank in South Australia. Aust N A J Ophthalmol, 18 (1): 77-89, 1990.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    Dec 1997
Conselho Brasileiro de Oftalmologia Rua Casa do Ator, 1117 - cj.21, 04546-004 São Paulo SP Brazil, Tel: 55 11 - 3266-4000, Fax: 55 11- 3171-0953 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abo@cbo.com.br