Ceratoplastia endotelial da membrana de Descemet em olhos pseudofácicos multifocais

Nicolas Cesário Pereira Evandro Ribeiro Diniz Ramon Coral Ghanem Ruy Cunha Filho Tatiana Moura Prazeres Walton Nose Adriana dos Santos Forseto Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

Descrever o uso da ceratoplastia endotelial da membrana de Descemet para manejar descompensação endotelial após implante de lente intraocular multifocal.

Métodos:

Neste estudo retrospectivo, foram revisados e avaliados os resultados cirúrgicos de 9 olhos de 9 pacientes que foram submetidos a ceratoplastia endotelial da membrana de Descemet para manejar descompensação endotelial após implante de lente intraocular multifocal.

Resultados:

Descompensação endotelial ocorreu por distrofia endotelial de Fuchs (n=3), ceratopatia bolhosa do pseudofácico (n=3), descolamento da membrana de Descemet (n=2) e síndrome tóxica do segmento anterior (n=1). No ato per operatório de todos os olhos não houve intercorrência, com injeção de ar sendo necessário em dois olhos no pós-operatório por descolamento parcial do enxerto. Um mês após a cirurgia, todas as córneas estavam claras. Após seis meses, excluindo um olho com ambliopia, a acuidade visual média corrigida para longe foi de 0,10 logMAR, com todos os olhos atingindo 0,18 logMAR ou melhor.

Conclusões:

Este é o primeiro relato de ceratoplastia endotelial da membrana de Descemet após implante de lente intraocular multifocal, sugerindo que bons resultados podem ser alcançados sem a troca da lente intraocular multifocal.

Descritores:
Lâmina limitante posterior; Ceratoplastia endotelial com remoção da lâmina limitante posterior; Distrofia endotelial de Fuchs; Transplante de córnea; Implante de lente intraocular

Conselho Brasileiro de Oftalmologia Rua Casa do Ator, 1117 - cj.21, 04546-004 São Paulo SP Brazil, Tel: 55 11 - 3266-4000, Fax: 55 11- 3171-0953 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abo@cbo.com.br