• Pesquisa Básica Editorial

    Campos, Mauro S.Q.
  • Avaliação Internacional do Conhecimento de Ciências Básicas de Oftalmologistas Editorial

    Belfort, Rubens
  • Ptose palpebral: estudo de 390 casos Artigos Originais

    Lucci, Lucia Miriam Dumont; Portellinha, Waldir; Sant'Anna, Ana Estela B. P. P.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Foram examinados 390 pacientes com queixa de queda da pálpebra superior no setor de Plástica Ocular da Universidade de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, no período de janeiro 1985 a fevereiro 1995. Encontrou-se 68,9% de ptose congênita, 22,8% de ptose adquirida e 8,2% de pseudoptose. Com relação ao sexo, 54,8% pacientes foram do sexo masculino e 45,1% do sexo feminino. O estudo dos pacientes com ptose congênita mostrou: ambliopia em 5,9%; fenômeno de Marcus Gunn em 5,3% e síndrome da Blefarofimose em 6,3%. Alteração na motilidade ocular extrínseca estava presente em 20% dos casos de ptose congênita e 29% de ptose adquirida. A alteração palpebral mais comum foi o epicanto inverso. Os autores analisam as alterações oculares e palpebrais associadas ao quadro de ptose palpebral.

    Abstract in English:

    SUMMARY Between January 1985 and February 1995, in the Ocular Plastic Section of Federal University of São Paulo - Paulista School of Medicine, were examined 390 patients with low upper eyelid. Were found 68,9% congenital ptosis, 22,8% acquired ptosis and 8,2% pseudoptosis. There were 54,8% males and 45,1% females. Patients with congenital ptosis showed: Amblyopia in 5,9%, Marcus-Gunn Jaw-Winking Syndrome in 5,3% and Blepharophimosis Syndrome in 6,3%. Coexistent strabismus was associated in 20% of congenital ptosis cases and 29% of acquired ptosis cases. The most common eyelid anomalies was epicanthal folds. The authors analyse the ocular and eyelids alterations associated with blepharoptosis.
  • Manifestações oculares da síndrome de Scheie: Relato de cinco casos Artigos Originais

    Marinho, Diane Ruschel; Gattani, Silvana; Marchiori, James; Galia, Carlos Roberto; Rymer, Samuel

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A Síndrome de Scheie (Mucopolissacaridose I-S) é uma doença autossômica recessiva caracterizada pela defíciência da enzima alfa-L-iduronidase, o que causa acúmulo de glicosaminoglicanos nas células do tecido conectivo. Os portadores da doença têm inteligência normal e boa expectativa de vida até a meia idade. Sua capacidade funcional geralmente é limitada pelo comprometimento ocular corneano. Os autores relatam uma série de 5 casos de Síndrome de Scheie, os resultados do transplante de córnea em 3 olhos de 2 casos e o manejo da pressão intra-ocular aumentada. A etiologia do glaucoma associado a esta Síndrome é discutida.

    Abstract in English:

    SUMMARY The Scheie's Syndrome (Mucopolyssacharidosis I-S) is an autossomal recessive disease characterized by the absence of the alpha-L-iduronidase enzyme which causes an accumulation of glycosaminoglycans throughout the connective tissue cells. The patients’ intelligence and their life expectancy are often normal. The individual functional capacity is usually reduced by ocular involvement. The authors report five cases of Scheie's Syndrome, the results of corneal keratoplasty in three eyes of two patients and the management of high intraocular pressure. The etiology of glaucoma in this Syndrome is discussed.
  • Biópsia excisional associada a crioterapía e ceratectomia superficial com etanol no tratamento de neoplasias epiteliais malignas da conjuntiva ocular Artigos Originais

    Cha, Sung Bok; Gonzaga, Renato; Rigueiro, Moacyr

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O estudo prospectivo de 20 pacientes com neoplasias epiteliais da conjuntiva ocular, variando de displasia a carcinoma espinocelular, submetidos a urna biópsia excisional complementada com crioterapía e ceratectomia superficial com etanol 100%, revelou uma taxa de recidiva do tumor de 10% (2 pacientes). O período de seguimento pós-operatório foi em média de 16 meses. A complementaçâo da exérese com crioterapía e ceratectomia reduziu a taxa de recidiva dos tumores de 50% para 10%.

    Abstract in English:

    SUMMARY The results of a prospective study of 20 patients, with malignant epithelial tumors of the conjunctiva, treated by excisional biopsy combined with cryotherapy and superficial keratectomy, showed a reccurrence of the tumor in 2 patients (10%). The combination of these techniques decreased significantly the reccurrence rate of the malignant conjunctival tumors.
  • Acuidade visual; refração e videoceratografia após a cirurgia do pterígio Artigos Originais

    Garrido, Cristina; Campos, Mauro

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Avaliar as alterações da acuidade visual, refração e videoceratografia após 2ª cirurgia do pterígio. Material e Métodos: Setenta e quatro olhos com pterígio nasal primário classificados quanto ao comprimento em: Grupo I - pterígios ≤ 2mm (25 pacientes), Grupo II - pterígios > 2mm < 3,5mm (31pacientes) e Grupo III - pterígios ≥ 3,5mm ≤ 4,6mm (18 pacientes), foram submetidos à remoção cirúrgica do pterígio, utilizando a técnica de transplante livre de conjuntiva autóloga. Em todos os olhos foram realizados os seguintes exames oftalmológicos no pré-operatório e nos 1º, 3º e 6º meses após a cirurgia do pterígio: 1) biomicroscopia, 2) acuidade visual, 3) videoceratografia computadorizada e 4) refração. Resultados: a) Os pacientes dos Grupos II e III apresentaram, entre o período pré-operatório e o 1º, o 3º e o 6º meses após a cirurgia, as seguintes alterações ópticas: aumento da curvatura da córnea, redução do astigmatismo ceratométrico e, conseqüentemente, do astigmatismo refracional com melhora da acuidade visual. Tais alterações não ocorreram nos pacientes do Grupo I; b) No Grupo I predominou o padrão de astigmatismo topográfico regular em todas as etapas estudadas. O mesmo ocorreu no Grupo II, exceto no 1º mês de pós-operatório, quando predominou o padrão de astigmatismo irregular. No Grupo III predominaram os padrões regular e irregular. Conclusões: 1) Pacientes com pterígio ≤ 2mm de comprimento podem receber correção óptica até mesmo antes da remoção cirúrgica da lesão, e aqueles com pterígio > 2mm ≤ 4,6mm somente a partir do 1º mês de pós-operatório; 2) Quanto maior o comprimento do pterígio, maior o astigmatismo ceratométrico induzido e maior sua redução após exérese do pterígio; 3) Quanto maior o comprimento do pterígio, maior a tendência do astigmatismo topográfico ser irregular, mesmo após a remoção cirúrgica da lesão.

    Abstract in English:

    SUMMARY Purpose: To analyse visual acuity, refraction and videokeratography after pterygium surgery. Methods: Seventy four eyes with primary nasal pterygium were classified according to their length into three Groups: Group I -pterygium ≤ 2mm (25 patients), Group II - pterygium > 2mm < 3,5mm (31 patients) and Group III -pterygium > 3,5mm ≤ 4,6mm (18 patients). The patients underwent surgery for pterygium removal with free conjuntival autograft technique. Visual acuity, refraction and videokeratographic measurements were performed preoperative, one, three and six months after surgery. Results: a) Some optical alterations were observed in Groups II and III preoperatively, first, third and sixth months postoperatively: increasing in corneal curvature, reduction in keratometric astigmatism and, consequently, in refractional astigmatism with improvement in visual acuity; b) In Group I, regular topographic astigmatism predominated in all stages of this study. The same was observed in Group II, except on the first month after surgery when irregular topographic astigmatism predominated. In Group III predominated both regular and irregular topographic astigmatism. Conclusions: 1) Patients with pterygium ≤ 2mm in length can receive optical correction even before surgery for pterygium removal is done, and those with pterygium > 2mm ≤ 4,6mm can only receive it one month after pterygium surgery; 2) The longer the pterygium, the greater is the keratometric astigmatism induced; 3) The longer the pterygium, the more irregular is the topographic astigmatism, even if the lesion was removed.
  • Sistemas de vitrectomia de grande angular: Estudo comparativo Artigos Originais

    Ávila, Marcos; Gialdini, Arnaldo; Nakamura, Hudson; Nehemy, Márcio

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Comparamos o uso de três equipamentos ópticos disponíveis comercialmente para a realização de vitrectomias com o uso de lentes de grande angular, durante a realização de vitrectomias via pars-plana. Os equipamentos utilizados foram: Advanced Visual Instruments (AVI), que requer o uso de lente de contato (C) corneana; o Binocular Indirect Ophthalmomicroscope System (BIOM), composto de dois sistemas, um sistema de contato (BIOM-C) e um sistema de não contato (BIOM-NC); e o Erect Indirect Ophthalmoscope System (EIBOS), que é um sistema de não contato. Foram identificados quatorze parâmetros para a avaliação de cada um destes sistemas em vitrectomias realizadas em 16 olhos de 8 coelhos adultos pigmentados, da mesma raça e cor. Cada parâmetro foi classificado levando-se em consideração uma de três categorias defínidas como A, B e C, onde A representava a melhor adequação depois de analisados o instrumento e a técnica; B implicava em adequação satisfatória e C quando havia inadequação. A freqüência de pontuação da categoria “A” foi de 86% com o sistema AVI, 50% com o EIBOS, 36% com o BIOM-C e 21% com o BIOM-NC. As três principais vantagens dos sistemas de grande angular são: 1) observação simultânea da extrema periferia e polo posterior, que foi alcançada igualmente pelos quatro sistemas; 2) vitrectomia em presença de pupila miótica e opacifícação do segmento anterior, onde foi observado melhor performance dos sistemas AVI e EIBOS e 3) intertrocas de fluidos com ar e fluidos com fluidos, melhor realizadas com o sistema AVI.
  • Argon e YAG laser no tratamento de neovascularização de córnea Artigos Originais

    Dantas, Paulo E. C.; Nishiwaki-Dantas, M. Cristina; V, Félix Hernando Cells; Holzchuh, Nilo

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Neovascularização de córnea (NC) é considerado um dos maiores fatores de risco para rejeição em transplantes de córnea. Várias formas de tratamento para NC tem sido sugeridas incluindo esteróides, irradiação, tiotepa, ciclocrioterapia e outros. Tratamento para NC usando Argon e YAG laser, tem melhorado o prognóstico de transplante de córnea e parece ser seguro e efícaz. Não há porém, na literatura pesquisada, estudo comparando as duas formas de tratamento. Em estudo randomizado, comparamos as duas formas de tratamento para NC usando Argon e YAG laser para avaliar sua segurança e eficácia, em pacientes com NC refratária ao tratamento convencional. Em nosso estudo, Argon laser mostrou ser terapia alternativa e/ou complementar útil no tratamento de NC refratária aos tratamentos convencionais. Pacientes tratados com Argon tiveram melhora clínica estatisticamente significativa dos parâmetros analisados (diminuição da neovascularização por quadrante e diminuição da deposição de lipídios), em comparação ao grupo tratado com YAG laser (x2 =14,87).

    Abstract in English:

    SUMMARY Corneal neovascularization (CN) is a major risk factor for corneal graft rejection. Many forms of treatment have been suggested including steroids, irradiation, thiotepa, cyclocriotherapy and others. Lasertherapy for CN, using Argon and YAG laser, is a new modality of treatment, that it is told to be safe and effective, improving penetrating keratoplasty results. In this paper, we compare two forms of treatment for CN using Argon and YAG laser to access their safety and effectiveness in a randomized study. In our study, Argon laser has shown being an effective alternative and/or complementary therapy in the treatment of refractory CN. Patients treated with Argon laser had statistically significant improvement of the analyzed parameters (improvement of the neovascularization per quadrant and decrease of the corneal lipid deposition), compared to the group treated with YAG laser (x2 =14.87).
  • Catarata traumática: estudo de 60 casos Artigos Originais

    Reggi, José Ricardo A.; Nishiwaki-Dantas, M. Cristina; Dantas, Paulo E. C.; Borges, Marta Junqueira H.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Foram analisados 60 olhos de 60 pacientes submetidos à extração cirúrgica de catarata traumática, no período de Janeiro de 1995 a Fevereiro de 1996, no Departamento de Oftalmologia do Hospital da Santa Casa de São Paulo, com relação a idade, sexo, acuidade visual antes e após a cirurgia, causas do trauma, tempo transcorrido entre o trauma e a indicação cirúrgica, procedimento realizado e complicações pós-operatórias. Pacientes foram divididos em 2 grupos: Grupo A: pacientes com trauma contuso e Grupo B: pacientes com trauma perfurante No grupo A, a idade variou de 7 a 59 anos (média = 31,3 ± 14,2 anos). No grupo B, variou de 6 a 58 anos (média = 26,7 ± 13,2 anos). Trinta e quatro pacientes (56,6%) pacientes pertenciam ao grupo A, dos quais, 88,2% eram do sexo masculino e 26 pacientes (42,4%) pertenciam ao grupo B, também com maior prevalência no sexo masculino (76,9%). Agressão (35,0%) foi a causa mais freqüente de trauma no grupo A e acidentes de trânsito (40,0%), no grupo B. O tempo transcorrido entre o trauma e a indicação de cirurgia variou de 2 meses a 10 anos (mediana = 1 ano) no grupo A e de 5 dias a 10 anos (mediana = 20 dias), no grupo B. Em 91,2% dos olhos com catarata por trauma contuso e em 61,5% dos casos por trauma perfurante foi possível o implante de lente intraocular com recuperação significativa da acuidade visual. Não foi possível o implante de lente intraocular em 38,5% dos casos, devido a perfurações extensas, com rotura e luxação do cristalino. Descentração da lente intraocular foi complicação freqüente (21,3%), principalmente nos casos de trauma contuso com subluxação de cristalino.

    Abstract in English:

    SUMMARY Sixty eyes of 60 patients with traumatic cataract were operated from January 1995 to February 1996, in the Department of Ophthalmology of Hospital da Santa Casa de São Paulo. They were evaluated regarding to age, sex, visual acuity before and after surgery, causes of trauma, time interval between surgery and surgery indication, surgical procedure and postoperative complications. Patients were divided into 2 groups: - Group A: with blunt trauma - Group B: with perforating trauma In group A, age ranged from 7 to 59 years old (medium = 31.3 ± 14.2 years old). In group B, ranged from 6 to 58 years old (medium = 26.7 ± 13.2 years old). Thirty four patients (56.6%) were in group A (88.2% were male) and 26 (42.4%) were in group B (76.9% were also male). Violence (35.0%) was the main cause of trauma in group A and automobile accident (40.0%) in group B. Time interval between trauma and surgery indication ranged from 2 months to 10 years (mediana = 1 year) in group A and 5 days to 10 years (mediana = 20 days) in group B. Intraocular lens was implanted in 91.2% of the eyes with blunt trauma and in 61.5% of the eyes with perforating trauma. Visual recovery was very significant in these patients. Intraocular lens was not implanted in 38.5% of the patients with large perforations with rupture and dislocation of the lens. Dislocation of the intraocular lens (21.3%) was a frequent complication in patients with blunt trauma and subluxation of the lens.
  • Estudo comparativo da sensibilidade córneo-conjuntival em hansenianos e indivíduos sadios utilizando monofilamentos de Semmes-Weinstein Artigos Originais

    Santos, Procópio Miguel dos; Campos, Vânia Ewert de; Sassas, Fernando Carlos Vertemati; Santos, Regina Cândido Ribeiro dos; Abreu, Mariza Toledo de; Campos, Wesley Ribeiro de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Foi estudada a sensibilidade corneana e conjuntival de 224 olhos de hansenianos de colônia e 116 olhos de indivíduos sadios utilizando monofilamentos de Semmes-Weinstein. Não houve diferença, estatisticamente signifícativa, da sensibilidade entre os quadrantes da córnea como também não houve diferença entre os quadrantes da conjuntiva, nos dois grupos. A sensibilidade da conjuntiva foi significantemente menor do que a da córnea em ambos os grupos. Verificou-se uma diminuição da sensibilidade significantemente maior nos portadores de Hansen em relação ao grupo controle. São necessários estudos adicionais para se comprovar a eficácia do teste de sensibilidade utilizando o estesiômetro de S-W em Oftalmologia.

    Abstract in English:

    SUMMARY The sensitivity of the cornea and the conjunctiva was studied in 224 eyes from leprous patients and 116 eyes from normal individuals using Semmes-Weinstein monofilaments. There was no significant statistical among the quadrants of the cornea and the conjunctiva in both groups. The conjunctival sensitivity was diminished when compared to the corneal sensitivity in both groups. A significant decrease in both corneal and conjunctival sensitivities was demonstrated in the leprosy group. Further studies are needed to determine the efficacy and role of the test in the current ophthalmic practice.
  • Debilitamento do oblíquo superior para correção de anisotropia em "A”: tenectomia parcial posterior comparada com desinserção Artigos Originais

    Minguini, Nilza; Carvalho, Keila M. Monteiro de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Com o objetivo de comparar os resultados de duas técnicas cirúrgicas para enfraquecimento do músculo oblíquo superior (OS) foi realizado um estudo retrospectivo de 40 pacientes com desvio horizontal associado a anisotropia em “A” de até 25 dioptrías prismáticas. Os pacientes foram divididos em dois grupos segundo a técnica empregada para correção da incomitância: tenectomia parcial posterior (TPP) e desinserção (Ds). Os resultados foram comparados levando-se em conta os seguintes parâmetros: magnitude inicial da anisotropia em “A” (incomitância inicial), tipos de desvio horizontal e diminuição da incomitância após enfraquecimento do OS (resposta cirúrgica). Foi estudada a correlação entre incomitância inicial e resposta cirúrgica nos dois grupos. Não houve diferença estatisticamente significativa entre os parâmetros para os dois grupos. Existiu correlação entre incomitância inicial e resposta cirúrgica para o grupo TPP o mesmo não ocorrendo para o grupo Ds.

    Abstract in English:

    SUMMARY The study goal was to compare the results of two different techniques of surgical weakning of superior oblique muscle for “A” anisotropia. A retrospective review was conducted on data of 40 cases operated for horizontal deviation associated to “A” pattern up until 25 pd. Patients were divided in two groups according to surgical technique: partial posterior tenectomy (TPP) and muscle desinsertion (Ds). The results were compared considering the inicial amount of “A” pattern, tipes of horizontal deviation and amount of surgical correction of inicial “A” pattern. Correlation between initial “A” pattern and surgical correction was also analyzed. There was no statistical difference between the two groups when considering the analyzed parameters. Mean values of surgical correction plus standard deviation were: for TPP (26 cases): 12.8 ± 6.7 and for Ds (14 cases), 12.9 ± 5.2 pd. Correlation between initial amount of “A” pattern and surgical correction was achieved for the TPP group but not for the Ds group.
  • Variação sazonal da microbiota fúngica da conjuntiva de pacientes HIV soro-positivos Artigos Originais

    Santos, Procopio Miguel dos; Santos, Regina Cândido Ribeiro dos; Muccioli, Cristina; Novo, Neil Ferreira; Scarpi, Marinho Jorge; Gompertz, Olga Fischman

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Foi estudada a variação sazonal da microbiota fúngica da conjuntiva de 194 pacientes HIV soro-positivos, na cidade de São Paulo. Os cultivos apresentaram positividade de 40,0 e 52,0%, respectivamente, no verão e outono e de 20% no inverno e 20,8% na primavera. Aspergillus spp foi o fungo mais isolado no verão, inverno e primavera, enquanto que no outono foi o Penicillium spp.

    Abstract in English:

    SUMMARY The seasonal variation of fungal microbiota of the conjunctiva of 194 assymptomatic and symptomatic HIV positive patients, in the city of São Paulo, was studied. In summer, the cultures were positive in 40,0%, in fall 52,0%, in winter 20,0% and in spring 20,8%. Aspergillus spp, was the most frequent fungus found in summer, winter and spring while Penicillium spp was the most frequent one in fall.
  • Desenvolvimento de equipamento de geração e registro de pressão intra-ocidar suportada por perfuração corneana colada com fibrina* Artigos Originais

    Bonatti, José Américo; Suzuki, Hisashi; José, Newton Kara; Matheus, Luiz Carlos Aparecido

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Foi desenvolvido equipamento de geração e registro de pressão intraocular, com faixa de medida de 0 a 480 mmHg, para medida da resistência à pressão intra-ocular em ferimentos perfurantes cornéanos colados com fibrina.

    Abstract in English:

    SUMMARY The author developed an equipment for generation and measurement of intra-ocular pressure, ranging from 0 to 480 mmHg, to be used in an intra-ocular pressure resistance study in fibrin-glued perforated corneas.
  • Clinical and microbiological effect of sodium diclofenac on gentamicin treatment of experimental Pseudomonas aeruginosa keratitis Artigos Originais

    Nassaralla, Belquiz A.; Santos, Procópio M. dos; Wang, Xun W.; Wee, Won R.; Pinheiro, Manoel; Nassaralla, João J.; Reaves, T. Al; Jauch, Arthur; McDonnell, Peter

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Comparar o efeito da associação de diclofenaco sódico 0,1%, mais sulfato de gentamicina 0,3% em olhos de coelhos infectados por meio de injeção intra-estromal de Pseudomonas aeruginosa, após remoção do epitélio da região central da córnea. Métodos: Os animais foram tratados com soluções tópicas contendo diferentes drogas. Grupo I: Associação de diclofenaco sódico 0,1%, mais sulfato de gentamicina 0,3%. Grupo II: Veículo da associação de diclofenaco sódico 0,1%, mais sulfato de gentamicina 0,3%. Grupo III: Apenas diclofenaco sódico 0,1%. Grupo IV: Sulfato de gentamicina 0,3% isoladamente. Grupo V: BSS. Grupo VI: Não recebeu nenhuma medicação. Os animais do grupo VI foram sacrificados no primeiro dia do experimento para verificar o comportamento da infecção corneal. Nos demais grupos as drogas foram usadas de uma em uma hora, no primeiro dia e sete vezes ao dia, nos seis dias restantes. A colheita de espécimes da conjuntiva foi feita 24 horas antes de se provocar a infecção, no primeiro, terceiro e oitavo dias do experimento. Após os animais terem sido sacrifícados as córneas foram removidas para contagem do número de bactérias remanescentes. Resultados: O número de coelhos com descemetocele, no terceiro dia do experimento, foi signifícantemente maior nos grupos tratados com BSS e apenas diclofenaco. Não houve diferença significante, quanto ao número de colônias isoladas da conjuntiva e córnea, nas diferentes fases do experimento. Conclusão: Diclofenaco sódico 0,1% não afetou a atividade antibacteriana do sulfato de gentamicina 0,3% no tratamento da ceratite experimental, por Pseudomonas aeruginosa, quando comparado com o uso apenas do sulfato de gentamicina 0,3%.

    Abstract in English:

    SUMMARY Purpose: Comparing the effect of the combination of sodium diclofenac-gentamicin sulfate to 0.3% gentamicin alone and diclofenac alone in an animal model of Pseudomonas keratitis. Methods: Sixty rabbits were randomized into six masked groups of 10 rabbits. Animals were randomly assigned to one of the six coded treatment groups as follow: Group I (0.1% sodium diclofenac - 0.3% gentamicin sulfate; Group II (vehicle of 0.1% sodium diclofenac 0.1% - 0.3% gentamicin sulfate); Group III (0.1% sodium diclofenac); Group IV (0.3% gentamicin sulfate); Group V (BSS); Group VI (was sacrificed to establish the baseline of bacterial corneal growth). Drugs were administered hourly in the first day, and seven times a day for the next six days. Conjunctival swabs and clinical evaluations were performed before infection and on days 1, 3 and 8. Rabbits were sacrificed 8 days after infection, and the number of bacteria was quantified. Results: The number of rabbits with descemetocele at day 3 was hightest in groups V and III, with statistically significant difference between them. None of the animals in the gentamicin group needed to be sacrificed. By days 3 and 8, conjunctival and corneal clinical signs in all groups were similar. Groups I and IV had the lowest scores and groups II and III had the highest scores, but there was no significant difference among them. There was no significant difference between the number of colonies of Pseudomonas counted from specimens of conjunctiva and cornea during the experiment. Conclusion: 0.1% sodium diclofenac therapy does not adversely affect the results of antibiotic therapy with 0.3% gentamicin sulfate in the treatment of experimental Pseudomonas keratitis.
  • Retenção da membrana de Descement em ceratoplastias penetrantes: exame histológico, biomicroscopia ultra-sônica e tratamento com Nd: YAG Laser Artigos Originais

    Tanure, Marco Antônio Guarino; Alves, Eduardo A. França; Trindade, Fernando Cançado

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A retenção da membrana de Descemet (MD) do olho receptor é uma rara complicação da ceratoplastia penetrante (CPP). São descritos dois casos de retenção acidental da MD e de lamelas posteriores do estroma corneano em CPP, identificadas no pós-operatório como membranas retrocorneanas (MRC). No primeiro paciente ocorreu o contato entre a MRC e a superfície endotelial do enxerto, ocasionando a sua descompensação. O exame histológico confirmou a presença de dupla membrana de Descemet. No segundo paciente, não houve o contato entre a membrana e o enxerto, que manteve-se transparente. Contudo, houve progressiva opacifícação da MRC, sendo necessária sua abertura com Nd: YAG laser para obtenção de melhora na acuidade visual. A biomicroscopia ultra-sônica, pela primeira vez realizada nesses casos, permitiu identificar em uma maior extensão as duas camadas que constituem a MRC: as lamelas estromais posteriores e a MD. São feitas observações sobre a etiopatogenia, formas de prevenção e tratamento dessa complicação cirúrgica que, caso não seja identificada e tratada adequadamente, pode levar à falência do enxerto. Trata-se da primeira descrição dessa complicação cirúrgica na literatura nacional.

    Abstract in English:

    SUMMARY Retention of host's Descemet’s membrane (DM) is an unusual complication in penetrating keratoplasty. Two cases of accidental retention of Descemet's membrane and posterior lamellaes of corneal stroma in penetrating keratoplasties, identified postoperatively as a retrocorneal membrane (RCM) are reported. In the first patient there was contact between the RCM and the donor's endothelial surface, ensuing graft failure. In this case, histologic examination confirmed the duplicated Descemet's membrane. In the second patient, the membrane has never in contact with the graft, which remained clear. However, the RCM became progressively opaque and the Nd: YAG laser was required to create a opening and improve the visual acuity. The ultrasonic biomicroscopy, used for the first time in such cases, identified the two layers of RCM: posterior stromal lamellaes and DM. Observations about the etiopatogeny, prevention and treatment of this surgical complication are made, which may lead to graft failure if not properly identified and treated. To the best of our knowledge, this is the first description of this surgical complication in the brazilian literature.
  • Alterações oftalmológicas na Doença de Graves: análise de 169 casos Artigos Originais

    Ramos, Ayrton R. B.; Maia, Maurício; Matsumoto, Lúcio H.; Matsumoto, Leonardo T.; Moreira, Carlos A.; Graf, Hans

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Os propósitos desse estudo são: reportar as alterações oftalmológicas mais prevalentes na Doença de Graves, discutir alguns pontos controversos sobre os achados clínicos das alterações oculares, e demonstrar a necessidade de acompanhamento oftalmológico desses pacientes. Para avaliar os pacientes com oftalmopatia, idealizou-se um protocolo que visa padronizar o atendimento em uma primeira consulta, - avaliando os principais sintomas ou sinais. Os dados foram analisados através do método do qui-quadrado. Cento e sessenta e nove pacientes portadores de oftalmopatia foram examinados. A idade variou entre 04 a 82 anos (36,23 ± 13,16) sendo que a maioria dos pacientes eram brancos (89,1%) e do sexo feminino (77,57%). A principal queixa relatada foi sensação de corpo estranho (63,03%). Cento e cinqüenta (90,9%) pacientes apresentaram acuidade visual (AV) de 20/25 ou melhor em pelo menos um dos olhos após correção óptica. Cento e oito (66,26%) tiveram alguma alteração de motilidade ocular ou retração palpebral. Setenta e nove (47,88%) pacientes apresentaram alteração na exoftalmometria em pelo menos um dos olhos, sendo geralmente bilateral. Ceratite puntata foi encontrada em 77 (46,66%) pacientes. Somente 12 (7,27%) apresentaram pressão intra-ocular (PIO) elevada (maior que 20 mmHg) e 4 (2,42%) apresentaram alterações de FO. Alteração da motilidade ocular, proptose e alterações corneanas foram os achados mais freqüentes. Baixa acuidade visual, dor ocular e sensação de corpo estranho foram os principais sintomas. Demonstrou-se a necessidade do exame oftalmológico nesses pacientes, mesmo naqueles sem hipertireoidismo no momento do exame, sendo que o estado clínico bem como o sexo e raça (p>0,05) não se relacionaram com os achados oculares, exceto a exoftalmia menos prevalente na raça negra (p<0,05).

    Abstract in English:

    SUMMARY The purposes of this study are to report the most frequent ophthalmologic findings in Graves’ Disease, discuss some controversial standpoints due to clinical findings of ocular abnormalities and prove the neccessity of ophthalmic exam in these patients. We established a protocol to better evaluate the patients with ophthalmopathy in order to standardize the first ophthalmic exam in these patients, evaluating the main signs and symptoms. The results were analysed using the qui-square method. One hundred and sixty nine patients with Graves' Ophthalmopathy between the ages of 04 and 82 (36.23 ± 13.16) were examinated. The most part of patients were white (89.1%) and female (77.56%). The main complain was foreign body sensation (63.03%). One hundred and fifty (90.9%) patients had 20/25 visual acuity (VA) or better in the best eye after optic correction. One hundred and eight (66.26%) had ocular motion limitation or lid retraction. Seventy nine (47.88%) had alterations in the exophthalmometry at least in one eye. Stippling of cornea was found in 77 (46.66%) patients. Twelve (7.27%) had raised intraocular pressure (lOP) only, and 4 (2.42%) fundus abnormalities. Ocular motion alteration, proptosis and cornea alterations were the main signs. Poor visual acuity, ocular pain and foreign body sensation were the most frequent symptoms. We proved that is necessary an early ophthalmic exam in these patients, including the patients who did not have hyperthyroidism in the moment of ocular exam. Clinical stage and differences of sex and race (p>0.05) were not related to ocular findings, except proptosis which was less in the black people group (p<0.05).
  • Alterações oftalmológicas após transplante de medula óssea: análise de trinta e quatro pacientes com olho seco Artigos Originais

    Bora, M. I.; Friedrich, M. L. C.; Pasquini, R.; Bernardes, A. B. S.; Godoy, G.; Moreira, H.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O transplante de medula óssea (TMO) tem sido o tratamento de escolha para várias doenças hematológicas severas. Uma das maiores complicações do transplante alogênico é a doença do enxerto-versus-hospedeiro (DECH), a qual ocorre em 50-70% dos casos. Aproximadamente 60% dos pacientes transplantados, que sofrem de DECH, apresentam comprometimento ocular, sendo a ceratoconjuntivite sicca a alteração mais comum. Neste estudo foram avaliados 34 pacientes pós-TMO com diagnóstico de ceratoconjuntivite sicca e destes, 27 pacientes apresentavam história de DECH. Após instituída a terapia convencional, 8 pacientes evoluíram para ceratite difusa persistente e 1 paciente evoluiu para úlcera periférica bilateral. Os resultados do presente estudo apontam para a necessidade de acompanhamento oftalmológico obrigatório para os pacientes submetidos ao transplante de medula óssea.

    Abstract in English:

    SUMMARY Bone marrow transplantation (BMT) has been the treatment of choice for many severe hematologic diseases. The most important complication in the allogeneic transplantation is the graft-vs-host disease (GVHD), that occurs in 50-70% of the cases. Approximately 60% of the transplanted patients who developed GVHD, showed ocular damage, and keratoconjuntivitis sicca was the most common. In this study, thirty-four patients showed dry eye and from these, 27 (79,4%) patients developed GVHD, in agreement with the elevate correlation between dry eye and GVHD. After the iniciation of the conventional therapy, 04 patients developed persistent difuse keractitis and one, bilateral periferic ulcers. The results of this study, indicate the need of obligatory ophthalmologic accompaniment of the patients who underwent BMT.
  • Penetrating keratoplasty and anterior chamber intraocular lens implant: Outcomes in aphakic and pseudophakic bullous keratopathy Original Articles

    Dantas, Paulo E. C.; Nishiwaki-Dantas, M. Cristina; Abbott, Richard L.; Webster, Robert G.; Fung, Wayne E.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Devido às complicações associadas às lentes intra-oculares de câmara anterior do tipo “alça fechada”, muito usada nos anos 80, o uso de lente de câmara anterior tem sofrido críticas, ora relacionadas à sua influência sobre a fisiologia do endotélio, ora relacionadas ao comprometimento do seio camerular, levando à progressiva formação de sinéquias anteriores. Essa preocupação se deve ao grande número de artigos publicados relacionando às lentes de “alça fechada”, a chamada “epidemia de ceratopatia bolhosa” durante o início dos anos 90. Encontramos porém evidências na literatura desassociando as modernas lentes de câmara anterior de “alça aberta” de tais complicações. Neste estudo reportamos nossa experiência com implante lentes de câmara anterior de “alça aberta” em pacientes portadores de ceratopatia bolhosa pseudofácica (explante com substituição) e afácica (implante secundário) em pacientes submetidos a concomitante transplante penetrante de córnea.

    Abstract in English:

    SUMMARY Concerns on anterior chamber intraocular lens (AC lOL) implantation are often raised due to the association of complications with the old-styled closed-loop AC lOL, especially those implanted in the mid-1980’s. Although those lenses are no longer marketed, there are still more than 200,000 patients with this type of lens in place in the United States. There are evidences that the new-style open-loop AC lOL may not be associated with the problems caused by closed-loop AC lOL. We report our experience in patients with pseudophakic bullous keratopathy (PBK) and aphakic bullous keratopathy (ABK) that underwent penetrating keratoplasty (PK) associated with AC lOL exchange (pseudophakic) or secondary implantation (aphakic).
  • Toxina botulíníca Atualização Continuada

    Santos, Ely Almeida
  • Miocimia do músculo oblíquo superior: Relato de um caso SHORT REPORT

    Frasson, Adriano; Mendonça, Tomás; Tanaka, Helena; Oliveira, Marivaldo

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Descrevemos um caso de mioquimia do músculo oblíquo superior direito, com melhora satisfatória dos sintomas após tenectomia do músculo oblíquo superior direito e recuo do músculo oblíquo inferior ipsilateral, ambas realizadas sob anestesia local. Discutimos os aspectos clínicos, diagnósticos e de conduta.

    Abstract in English:

    SUMMARY We describe a case of right superior oblique muscle myokymia where sintomatology was satisfactorily solved with right superior oblique muscle tenectomy and ipsilateral inferior oblique muscle recession, both performed under local anesthesia. The clinical aspects, diagnosis and management are discussed.
  • Avanços em Cirurgia de Catarata REVISÃO TEMÁTICA

    Arieta, Carlos E. L.; José, Newton Kara
  • Sociedade Brasileira de Uveítes VÁRIAS

    Campos, Wesley Ribeiro; Oréfice, Fernando
  • Sociedade Brasileira de Laser e Cirurgia em Oftalmologia VÁRIAS

    ,
  • Relatório de atividades do Prof. Dr. Carlos Augusto Moreira Jr., Secretário-Tesoureiro para a língua portuguesa da Associação Pan-americana de Oftalmologia (APAO) de 1994 a 1997 VÁRIAS

Conselho Brasileiro de Oftalmologia Rua Casa do Ator, 1117 - cj.21, 04546-004 São Paulo SP Brazil, Tel: 55 11 - 3266-4000, Fax: 55 11- 3171-0953 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abo@cbo.com.br