Efeito do corticoesteróide sobre o perfil das interleucinas intestinais e hepáticas no modelo de gastrosquise em ratos

OBJETIVO: Avaliar a ação do corticosteroide no perfil de interleucinas intestinais e hepáticas no modelo experimental de gastrosquise em fetos de ratos. MÉTODOS: Ratas Sprague-Dawley com 19,5 dias de gestação tiveram fetos operados para criação de gastrosquise. Dois grupos de fetos foram estudados: com e sem administração materna de dexametasona. Cada grupo foi composto por fetos submetidos a gastrosquise (G), fetos controles sem manipulação (C) e fetos sham (S). Realizou-se a dosagem das seguintes interleucinas no tecido intestinal e hepático fetal: IL-1, IL-6, IL-10, fator de necrose tumoral-alfa (TNF-α) e interferon-gama (IFN-γ). As diferenças entre os grupos e subgrupos foram testadas pelo teste de ANOVA com pós-teste de Tukey, com valores significativos de p<0,05. RESULTADOS: A dexametasona levou a um aumento da IL-6 intestinal e hepática (p<0,05) e a uma diminuição do TNF-α intestinal (p<0,001) em fetos com gastrosquise. CONCLUSÃO: O corticosteróide apresentou efeito sobre o perfil de IL intestinal e pouco na hepática, devido a imaturidade imunológica dos fetos e também dos fetos com gastrosquise a ação do esteróide pode não ser exclusivamente anti-inflamatória, mas também pró inflamatória.

Gastrosquise; Inflamação; Dexametasona; Citocina; Desenvolvimento Fetal; Ratos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br