Abolição do precondicionamento pelo midazolam em corações isolados de ratos

OBJETIVO: Estudar os efeitos do benzodiazepínico midazolam no fluxo coronariano (Fco), freqüência cardíaca (FC) e contratilidade miocárdica de corações isolados de ratos submetidos ao precondicionamento isquêmico (PCI). MÉTODOS: Foram utilizados 30 ratos Wistar sem distinção de sexo. Após anestesia com éter etílico, os corações foram postos em perfusão (solução de Krebs-Henseleit, 95% de O2 e 5% de CO2, 37°C, 110-120mmHg), em sistema tipo Langendorff descartável. Foram constituídos cinco grupos de seis animais: GI- Controle; GII- Isquemia; GIII- PCI; GIV- Isquemia + 100mcg de midazolam ; GV- PCI + 100mcg de midazolam. Após estabilização (t0), e nos tempos t5, t10, t15, t20 e t25, foram registrados a FC, Fco, pressões sistólica (PS) e diastólica (PD) e dP/dt. A PD foi mantida em 5 ± 2 mmHg. Empregou-se método estatístico ANOVA e Teste de Tukey para p < 0,05. RESULTADOS: Não ocorreram variações significantes entre FCo e FC. Na dP/dt, ocorreram diferenças (p<0,05) entre os grupos I e II (respectivamente 94,7±23,0 e 62,3±12,1%). O precondicionamento (GIII), melhorou significantemente os resultados do grupo II (respectivamente 62,3±12,1 e 87,1±12,4 %). A queda da dP/dt no grupo II não foi impedida pelo midazolam (GIV) ( 62,3±12,1 e 60,5±15,8 %). No grupo III a dP/dT foi 87,1±12,4%, sendo que no grupo V, apenas 55,5±17,2% (p<0,05). CONCLUSÃO: O midazolan quando administrado antes da isquemia não impediu deterioração isquêmica do miocárdio. Quando administrado antes do precondicionamento aboliu seu efeito protetor.

Precondicionamento Isquêmico; Coração; Midazolan; Ratos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br