Comparação do Teste Quick de Intolerância à Lactose em biópsias duodenais de pacientes dispépticos com polimorfismo de nucleotídeo único LCT-13910C>T associado com hipolactasia primária/lactase persistente

OBJETIVO: Analisar a aplicabilidade do Teste Quick de Intolerância à Lactose em relação ao teste genético baseado nos genótipos LCT-13910C>T, previamente validado para a prática clínica, para diagnóstico de má digestão primária de lactose/digestão de lactose. MÉTODOS: Trinta e dois pacientes dispépticos submetidos à endoscopia digestiva entraram no estudo. Duas biópsias duodenais pós-bulbares foram empregadas no Teste Quick, e biópsia do antro gástrico para extração de DNA e análise do polimorfismo LCT-13910C>T. DNA também foi extraído de biópsias depois de terem sido usadas no teste Quick, e conservadas congeladas. RESULTADOS: Nove pacientes com genótipo de lactase persistente (LCT-13910CT ou LCT-13910TT) tinham normolactasia, onze pacientes com genótipo de hipolactasia (LCT-13910CC) tinham hipolactasia severa, e entre doze com hipolactasia leve, com exceção de uma que tinha genótipo LCT-13910CT, todos os demais tinham genótipo de hipolactasia. A concordância entre o teste genético e o Quick Teste foi alta (p<0,0001; Índice Kappa=0,92). A maioria dos pacientes que relataram sintomas com ingestão de alimentos com lactose tinham hipolactasia severa (p<0,05). Amplificação com produto de PCR foi obtido com DNA extraído das biópsias usadas no teste Quick; portanto, nos trabalhos futuros seria desnecessário coletar biópsia do antro gástrico para o teste genético. CONCLUSÃO: O Teste Quick é altamente sensível e específico para diagnóstico de hipolactasia e indicou aqueles pacientes com sintomas de intolerância à lactose.

Intolerância à Lactose; Endoscopia; Biópsia; Nutrição em Saúde Pública


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br