Estudo da densidade das células ganglionares no intestino terminal de ratos portadores de anomalia anorretal

Maurício Macedo José Luiz Martins Karine Furtado Meyer Iberê Cauduro Soares Sobre os autores

OBJETIVO: Estudar as células ganglionares (CG) no intestino terminal de ratos portadores de anomalia anorretal (AAR) induzida pela etilenotiouréia (ETU). MÉTODOS: Os animais foram distribuídos em três grupos: Grupo A - fetos normais, obtidos de ratas grávidas às quais não foi administrada ETU; Grupo B - fetos não portadores de AAR obtidos de ratas grávidas às quais foi administrada ETU e Grupo C - fetos portadores de AAR obtidos de ratas grávidas às quais foi administrada ETU. A ETU foi administrada no décimo primeiro dia de gestação na dose de 125 mg/Kg, por gavagem. As ratas foram submetidas à laparotomia e histerotomia para retirada dos fetos no vigésimo primeiro dia de gestação. O intestino terminal dos fetos foi retirado e analisado por imunohistoquímica para pesquisa de CG. RESULTADOS: Foram encontradas diferenças estatisticamente significantes entre os grupos A, B e C quanto à densidade de CG. O grupo A apresentou a maior densidade, seguida pelo grupo B, e a menor densidade foi encontrada no Grupo C. CONCLUSÃO: Existe uma menor densidade de CG no intestino terminal de ratos portadores de AAR.

Constipação Intestinal; Etilenotiouréia; Proteínas S100; Sistema nervoso entérico; Ratos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br