Estudo comparativo da resistência de ruptura de cólon descendente por meio de ensaio uniaxial força de ruptura à tração e energia total de ruptura em ratos

OBJETIVO: Comparação das grandezas físicas Energia Total de Ruptura e Força de Ruptura à Tração no estudo da resistência de ruptura do cólon descendente de ratos. MÉTODOS: Doze segmentos de cólon descendente de ratos foram utilizados como corpos de prova. Por meio do Teste Biomecânico Energia Total de Ruptura, obteve-se, de cada espécime, a Força de Ruptura à Tração e a Energia Total de Ruptura necessárias para promover o rompimento da parede cólica. Com esses valores, calculou-se a média, o desvio padrão, o erro padrão e o coeficiente de variação, sendo esse último atributo usado para a comparação das grandezas físicas. RESULTADOS: Os valores da média, do desvio-padrão, do erro-padrão e do coeficiente de variação da Força de Ruptura à Tração foram 380,05 gf, 98,74, 28,5 e 25,98%, respectivamente. A Energia Total de Ruptura apresentou a média de 244,85 gf, o desvio-padrão de 57,76, o erro padrão de 16,67 e o coeficiente de variação de 23,59%. CONCLUSÃO: A Energia Total de Ruptura, mesmo considerando em seus cálculos maior quantidade de atributos pertencentes aos materiais com propriedade viscoelástica não linear, tal qual a estrutura da parede cólica, apresentou menor coeficiente de variação em comparação com o coeficiente de variação da Força de Ruptura à Tração, demonstrando ser um possível parâmetro para a análise da resistência intestinal de ratos.

Biomecânica; Cólon Descendente; Experimentação animal


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br