Diâmetro arterial do tronco celíaco e seus ramos: estudo anatômico

Luís Augusto da Silveira Fernando Braga Cassiano Silveira Valéria Paula Sassoli Fazan Sobre os autores

OBJETIVO: Embora as variações arteriais do tronco celíaco e seus ramos estejam bem documentadas na literatura, o mesmo não ocorre com as descrições dos diâmetros dessas artérias. O presente estudo tem por objetivo descrever os diâmetros arteriais do tronco celíaco e seus ramos em indivíduos normais, bem como investigar se esses diâmetros se apresentam alterados em indivíduos com variação anatômica desses vasos. MÉTODOS: Utilizamos 21 cadáveres adultos, do sexo masculino, previamente fixados em formol a 10% que foram dissecados apropriadamente para a exposição do tronco celíaco e seus ramos. Com o auxílio de um paquímetro digital, foram obtidos os diâmetros externos dos seguintes vasos: tronco celíaco, artéria hepática comum, artéria gástrica direita, artéria esplênica, artéria gástrica esquerda, artéria gastroduodenal, artéria hepática própria e artérias hepáticas direita e esquerda. RESULTADOS: Dos 21 cadáveres avaliados, 6 apresentaram variação anatômica de pelo menos um dos ramos acima mencionados. Ao compararmos os diâmetros arteriais dos vasos normais com os que apresentaram variação, os variáveis apresentaram diâmetros menores, sem, entretanto alcançar níveis de significância. CONCLUSÃO: Nossos dados apontam para a possibilidade de uma diferença de diâmetros entre artérias abdominais normais e variáveis, sendo esse dado de implicância clínica para os transplantes hepáticos de doadores vivos.

Tronco Celíaco; Artéria Celíaca; Anatomia; Aorta Abdominal; Cadaver


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br