Propofol e N-Acetilcisteína atenuam o estresse oxidativo induzido pela isquemia/reperfusão intestinal em ratos: Detecção de proteína carbonilada por immunoblotting

OBJETIVO: Avaliar o efeito antioxidante do Propofol e N-Acetilcisteína (NAC) na isquemia/reperfusão (I/R) intestinal em ratos através da determinação do nível de proteína carbonilada. MÉTODOS: 40 ratos Wistar foram aleatoriamente distribuídos nos seguintes grupos: Controle; Sham; I/R com Propofol; I/R com Propofol e NAC; I/R com Ketamina e Xilazina. Os grupos I/R foram submetidos à isquemia durante 60 minutos e à reperfusão por igual período de tempo. Amostras de sangue, coletadas por punção cardíaca, foram centrifugadas para a obtenção de plasma. O nível de proteína carbonilada nas amostras de plasma foi determinado por imunoblotting. RESULTADOS: Nenhuma diferença significativa foi encontrada entre os grupos Controle e Sham (P>0.05). Uma redução marcante no nível de proteína carbonilada (P<0.05) foi obtida com a administração combinada de Propofol e NAC (Grupo 4) durante o procedimento de I/R intestinal, comparando-se com os demais grupos I/R testados. CONCLUSÃO: A administração de Propofol e NAC apresentou o melhor efeito antioxidante sobre o estresse oxidativo em ratos submetidos ao procedimento de I/R intestinal, sugerindo-se uma interação sinergística.

Propofol; Acetilcisteína; Sinergismo Farmacológico; Estresse Oxidativo; Isquemia; Reperfusão; Carbonilação Protéica; Immunoblotting


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br