Modelos experimentais de hérnias incisionais abdominais longitudinais, em ratos

Hérnias incisionais abdominais no rato têm sido produzidas pela ressecção de fragmento dos músculos de parede abdominal. Na tentativa de criar um modelo de hérnia incisional abdominal no rato, sem ressecção de fragmentos de músculo de parede abdominal, os seguintes procedimentos cirúrgicos foram realizados: (a) Ratos anestesiados com vapores de éter foram submetidos à uma incisão longitudinal mediana supra e infra umbilical, de 4 cm de comprimento, seguida do descolamento do tecido celular subcutaneo em uma extensão de 1,5 cm lateralmente à linha mediana; de cada lado; em seguida era feita uma incisão de linha alba e peritonio parietal com a mesma extensão de incisão cutânea; a incisão cutanea era suturada com pontos separados. (b) Ratos foram submetidos à uma incisão transversal, suprapúbica, através da qual se introduzia a tesoura e se descolava o tecido celular sub-cutâneo até 1,5 cm de cada lado da linha média em uma extensão de 4 a 5 cm em direção ao apêndice xifoide; em seguida era feita uma incisão na linha alba e peritônio parietal e suturada a incisão cutânea transversal. (c) Para controle, ratos foram submetidos à ressecção de um fragmento de 3 x 4 cm dos músculos da parede abdominal anterior, criando-se um grande defeito na parede abdominal. Todos os animais submetidos aos três procedimentos desenvolveram hérnias abdominais bem constituídas. Concluiu-se que hérnias abdominais incisionais podem ser facilmente induzidas no rato após incisão da parede abdominal, desde que o tecido subcutâneo seja deslocado lateralmente à incisão em extensão de pelo mínimo 1,5 cm.

Hérnia; Hérnia Incisional; Eventration


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br