Mensuração da atividade sérica de marcadores de lesão cardíaca em cadelas anestesiadas com cetamina S(+), atropina e xilazina

OBJETIVO: Determinar a atividade sérica de AST, CK e CK-MB em cadelas anestesiadas com cetamina S (+), atropina e xilazina em diferentes associações. MÉTODOS: Vinte e três cadelas saudáveis foram distribuídas ao acaso em quarto grupos denominados GI (n=6), GII (n=6), GIII (n=6) e GIV (n=5) tratados respectivamente com atropina e cetamina S (+) (0,04mg/kg; 10 mg/kg); cetamina S (+) (10 mg/kg); atropina, xilazina e cetamina S (+) (0,04mg/kg; 1,1 mg/kg; 10 mg/kg) exilazina e cetamina S (+) (1,1 mg/kg; 10 mg/kg). A atividade sérica de AST, CK e CK-MB foi determinada antes da pré-medicação (M0) e uma, duas, três seis, 12, 24 e 36 horas após M0. RESULTADOS: Não foram encontradas mudanças significativas na atividade sérica de AST, CK e CK-MB entre grupos. Entretanto, entre momentos houve aumento da atividade sérica de CK para todos os grupos, exceto em GI.Com relação a atividade sérica de CK-MB, observou-se ao longo dos momentos aumento significativo com relação aos valores basais em ambos os grupos. CONCLUSÃO: Alterações significativas foram observadas com relação à atividade sérica de CK e CK-MB em todos os tratamentos, mantendo-se elevada por um período maior nos grupos GIII e GIV.

Isoenzima; Atropina; Xilazina; Coração; Isquemia; Anestésicos Dissociativos; Cães


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br