Morfologia da deposição de trombos murais: trajeto da luz residual em aneurismas de aorta abdominal infra-renal

Thiago Adriano Silva Guimarães Guilherme Nobrega Garcia Marcelo Bellini Dalio Matheus Bredarioli Cleber Aparecido Pita Bezerra Takachi Moriya Sobre os autores

OBJETIVOS: Avaliar o local mais freqüente de deposição do trombo mural em aneurismas de aorta abdominal infrarenal, bem como o trajeto da luz residual. MÉTODOS: Avaliação de tomografias de 100 pacientes do HC-FMRP-USP apresentando aneurisma de aorta abdominal assintomático. RESULTADOS: O trombo mural se deposita na parede anterior em 53% dos casos, sendo que a luz residual posterior descreveu um trajeto predominantemente à direita em 22% dos casos, à esquerda em 22%, na linha mediana em 5% e cruzando da direita para a esquerda em 4%. 23% dos casos apresentaram deposição concêntrica do trombo e 11% apresentaram deposição na parede posterior, sendo o trajeto da luz residual anterior predominante a direita em 5% dos casos, a esquerda em 5% e cruzando a linha mediana em 1%. Padrões morfológicos complexos de deposição do trombo foram encontrados em 13% dos casos. CONCLUSÃO: A formação do trombo mural predominou na parede anterior da massa aneurismática, com o trajeto da luz residual se projetando para a parede posterior.

Aneurisma de Aorta Abdominal; Trombo e Tomografia Computadorizada por Raios X


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br