Efeito do omeprazol e do pantoprazol sobre a regeneração hepática após hepatectomia parcial em ratos

Effect of omeprazole and pantoprazole on liver regeneration after partial hepatectomy in rats

Gustavo Barreto de Melo Renata Lemos Silva Ricardo Fakhouri Valdinaldo Aragão de Melo Sônia Oliveira Lima Sobre os autores

OBJETIVO: Avaliar os efeitos do omeprazol e do pantoprazol sobre a regeneração hepática após hepatectomia parcial. MÉTODOS: Cinqüenta e oito ratos Wistar machos foram divididos em 4 grupos: Grupo SHAM, Grupo HP, Grupo PANTO e Grupo OMEP. Eles foram submetidos a hepatectomia parcial de 67% (Grupos HP, PANTO e OMEP) ou laparotomia (Grupo SHAM). Os fígados foram removidos 32 e 56 horas após a operação. Depois, os animais foram sacrificados. Em todos os grupos, as substâncias (solução salina, omeprazol e pantoprazol) foram aplicadas diariamente a partir do momento em que foram operados até o sacrifício. RESULTADOS: O índice de mitose no Grupo SHAM não foi significativo. Trinta e duas horas após a hepatectomia, a contagem de mitoses foi de 1,2 ± 1,09 para o Grupo HP, 1,2 ± 1,6 para o Grupo OMEP e 2,6 ± 3,2 para o Grupo PANTO. Na análise após 56 horas, os valores foram 1,6 ± 0,89 para o HP, 2 ± 1,8 para o OMEP e 2,6 ± 0,54 para o PANTO. Esses resultados não foram estatisticamente significativos. CONCLUSÃO: O omeprazol e o pantoprazol, agentes inibidores da bomba de prótons (H+, K+-ATPase), não interferem na regeneração hepática 32 e 56 horas após hepatectomia parcial a 67% em ratos.

Omeprazol; Pantoprazol; Hepatectomia parcial; Regeneração hepática


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br