Efeitos peroperatórios da premedicação oral de midazolam em crianças submetidas a tratamento de pele por laser: estudo duplo-cego randomizado e controlado

OBJETIVO:Investigar e comparar a eficácia do uso oral de midazolam com duas diferentes doses de suco de laranja na hemodinâmica peropeatória e mudanças de desempenho em crianças submetidas tratamento de pele por laser em Hospital educacional e acadêmico. MÉTODOS:Noventa crianças candidatas a tratamento de pele por laser foram distribuídas aleatóriamente em três grupos de 30 cada: o grupo placebo recebeu 0.1mg/kg de suco de laranja, grupos dois e três receberam 0.5 e 1mg/kg de midazolam injetável misturado em igual volume de suco de laranja respectivamente. Os principais registros incluíam a aceitação da máscara, escalas de comportamento e eventos pós-operatórios. RESULTADOS:Não houve diferenças significantes cardíacas, respiratórias e pressão sanguinea sistólica nos três grupos. Contudo, o nível de saturação de oxigênio foi reduzido significantemente nos que receberam 1mg.kg-1 de midazolam. Os níveis médios de ansiedade, separação dos pais, preparo intravenoso, aceitação da máscara de oxigênio, boa sedação, redução do choro e nível de consciência, foram melhores no grupo midazolam. Agitação pós-operatória e retorno do chora foi mais freqüente nos que receberam placebo. Observou-se que o grupo que recebeu 1mg.kg-1 foi melhor comparado ao que recebeu 0.5mg.kg-1. CONCLUSÃO:Como medicação pré-anestésica na dose de 1mg.kg-1 de midazolam, fornecida em igual volume de suco de laranja, é satisfatória no comportamento de crianças durante tratamento de pele por laser, proporcionando satisfação dos pais.

Midazolam; Pré-Medicação; Anestesia; Terapia a Laser; Pele


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br