Alterações da mucosa intestinal em ratos: estudo morfométrico em três diferentes tratamentos após indução experimental de sepse abdominal aguda

Alterations of intestinal mucosa in rats: morphometric study in three kinds of treatment after experimental acute abdominal sepsis induction

OBJETIVO: Verificar as possíveis alterações morfológicas da parede intestinal provocadas pela contaminação de uma monocultura bacteriana na cavidade abdominal de ratos, após tratamento por drenagem, lavagem e a combinação destes dois processos. MÉTODOS: Foram utilizados 50 ratos fêmeas da linhagem Wistar, foram distribuídos em 5 subgrupos: grupo Controle (C) - recebeu um inóculo padrão com 1,2.10(9) de Pseudomonas aeruginosa, intraperitonial, sem nenhum tipo de tratamento; grupo Dreno (D) - inóculo padrão e realizada a drenagem da cavidade abdominal; grupo Lavado (L) - inóculo e realizada a lavagem da cavidade abdominal com solução salina; grupo L+D - inóculo e submetido aos dois tipos de tratamentos; grupo Normal (N) sem nenhum tipo de inoculação ou tratamento. Realizou-se a análise morfométrica das lâminas coradas por H.E da mucosa intestinal e hemocultura. RESULTADOS: Não houve diferenças estatisticamente significantes na espessura da mucosa intestinal entre os 5 subgrupos de ratos analisados no período de 24 horas após a injeção do inóculo. 37 animais que receberam o inóculo evoluíram para o óbtito entre 5,83 e 28 horas, com 2 animais do grupo L sobrevivendo por um período de 28 horas. CONCLUSÃO: A sepse aguda não causou alterações morfológicas mensuráveis através desta metodologia na parede intestinal.

Mucosa; Intestino; Ratos; Morfometria


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br