Modelo experimental de esplenectomia laparoscópica em ratos

Na experimental model of laparoscopic esplenectomy in rats

Vanessa Alves Costa Fabrício Mascarenhas de Oliveira Lúcio Couto de Oliveira Jr Mario Castro Carreiro Pedro Guimarães Sobre os autores

OBJETIVO: Desenvolver um modelo de esplenectomia laparoscópica em ratos. MÉTODOS: Foram utilizados trinta e cinco ratos machos ( Rattus Norvegicus Albinus, linhagem Wistar),pesando 250 +/- 50 g .Os animais foram anestesiados com cetamina e xylazina e foi estabelecido pneumoperitônio de CO2 com pressão de 7 mmHg, através da agulha de Veress. Após pneumoperitônio, dois trocateres de 5 mm e um de 11mm foram alocados na parade abdominal obedecendo a triangulação. O ligamento gastroesplênico foi dissecado para mobilização do baço. Os vasos hilares foram dissecados e eletrocoagulados utilizando a pinça "Maryland" e o gancho "HooK". Um "endobag" adaptado, foi utilizado para retirar o orgão da cavidade abdominal. RESULTADOS: Um animal (2,86%) morreu na indução anestésica. Após um período de observação de oito dias, trinta animais sobreviveram (85,7 %) e quatro (11,42%) Morreram no pós-operatório imediato. Em relação às complicações, Aderências intra-abdominais foram encontradas em 25,71% dos animais (n=9). CONCLUSÃO: A esplenectomia laparoscópica é um modelo factível por conta da baixa taxa de mortalidade além do baixo custo para treinamento da técnica.

Cirurgia laparoscópica; Esplenectomia; Ratos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br