Modelo experimental de esplenectomia laparoscópica em ratos

Na experimental model of laparoscopic esplenectomy in rats

OBJETIVO: Desenvolver um modelo de esplenectomia laparoscópica em ratos. MÉTODOS: Foram utilizados trinta e cinco ratos machos ( Rattus Norvegicus Albinus, linhagem Wistar),pesando 250 +/- 50 g .Os animais foram anestesiados com cetamina e xylazina e foi estabelecido pneumoperitônio de CO2 com pressão de 7 mmHg, através da agulha de Veress. Após pneumoperitônio, dois trocateres de 5 mm e um de 11mm foram alocados na parade abdominal obedecendo a triangulação. O ligamento gastroesplênico foi dissecado para mobilização do baço. Os vasos hilares foram dissecados e eletrocoagulados utilizando a pinça "Maryland" e o gancho "HooK". Um "endobag" adaptado, foi utilizado para retirar o orgão da cavidade abdominal. RESULTADOS: Um animal (2,86%) morreu na indução anestésica. Após um período de observação de oito dias, trinta animais sobreviveram (85,7 %) e quatro (11,42%) Morreram no pós-operatório imediato. Em relação às complicações, Aderências intra-abdominais foram encontradas em 25,71% dos animais (n=9). CONCLUSÃO: A esplenectomia laparoscópica é um modelo factível por conta da baixa taxa de mortalidade além do baixo custo para treinamento da técnica.

Cirurgia laparoscópica; Esplenectomia; Ratos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br