Aspectos histológicos do uso do peritônio bovino conservado na correção de hérnia ventral em ratos

OBJETIVO: Estudar os aspectos histológicos do uso de uma prótese de peritônio bovino na correção de hérnia ventral em um modelo animal de doença. MÉTODOS: Utilizando 40 ratos machos Wistar, comparou-se o implante do peritônio bovino com a tela de polipropileno na correção de um defeito provocado na parede abdominal do animal. Após 7 (sub-grupo A) e 28 (sub-grupo B) dias de observação, as peças foram retiradas e procedeu-se o estudo histológico através da quantificação de colágeno pelo método de captação e processamento digital de imagens, sob a coloração do Sirius Red. Os testes de Mann-Whitney, de Kruskal-Wallis e ANOVA foram utilizados e estabeleceu-se em 0,05 o nível para rejeição da hipótese de nulidade (pd"0.05). RESULTADOS: A quantificação do colágeno na interface do implante mostrou equivalência entre os grupos Peritônio e Polipropileno (p=0,55 NS). CONCLUSÃO: O peritônio parietal bovino apresentou infiltração de tecido fibrocolágeno semelhante a da tela de polipropileno na correção de hérnia ventral em ratos.

Hérnia Ventral; Peritnio; Telas Cirúrgicas


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br