Análise dos efeitos da interrupção do fluxo na morfologia do endotélio arterial normal e a correlação com o tempo de isquemia em coelhos

O estudo da insuficiência arterial aguda das extremidades é área de contínuo interesse e investigação, devido possibilidade de eventos catastróficos na evolução da doença e necessidade de tratamento cirúrgico de urgência. OBJETIVO: Analisar os efeitos da ausência de fluxo na morfologia do endotélio arterial normal segmentar, como os que ocorrem na porção imediatamente abaixo da área que sofreu oclusão arterial aguda por embolia, e correlacioná-los com o tempo de isquemia. MÉTODOS: Submetemos 30 coelhos à ligadura da artéria ilíaca externa direita por 6 horas ou 72 horas e observamos variáveis morfológicas específicas da camada endotelial e subendotelial à microscopia óptica e eletrônica. RESULTADOS: No estudo da microscopia óptica não foram observados resultados estatisticamente significativos quando comparados os grupos entre si. À microscopia eletrônica observamos alterações da célula endotelial caracterizadas por hiperpigmentação e descolamento da mesma de seu leito, e ruptura da membrana elástica interna com exposição do material subendotelial para luz vascular. CONCLUSÕES: A microscopia óptica não foi procedimento eficaz na determinação das alterações morfológicas endoteliais estudadas; a microscopia eletrônica mostrou sinais iniciais de sofrimento da célula endotelial e lesão da camada endotelial após 72 horas da ausência de fluxo na artéria normal.

Endotélio; Microscopia eletrônica; Isquemia; Coelhos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br