Análise morfológica de três tipos de limpeza em feridas cutâneas potencialmente infectadas em ratos

OBJETIVO: Avaliar a resposta inflamatória da limpeza de feridas potencialmente infectadas tratadas com PVP-I, clorexidina e solução salina isotônica, no sétimo dia de pós-operatório, em ratos Wistar. MÉTODOS: Utilizou-se 32 ratos distribuídos em quatro grupos. Os animais tiveram suas feridas operatórias infectadas com um inóculo bacteriano padrão. Grupo controle (A): os animais tiveram suas feridas operatórias suturadas sem a limpeza com qualquer substância. Grupo solução salina (B): os animais tiveram suas feridas operatórias lavadas com solução salina. Grupo Clorexidina (C): os animais tiveram suas feridas operatórias lavadas com clorexidina. Grupo PVP-I (D): os animais tiveram suas feridas operatórias lavadas com PVP-I. Após sete dias foi realizada a avaliação morfológica da pele. RESULTADOS: Em todos cortes histológicos observou-se a presença de edema, proliferação e congestão vascular. O grupo A e D mostraram a presença de um infiltrado neutrofílico discreto, macrofágico e linfocítico moderados. O grupo B, um infiltrado neutrofílico, macrofágico e linfocítico severos. O grupo C, um infiltrado de neutrófilos, macrófagos e linfócitos em moderada quantidade. CONCLUSÃO: O grupo D foi o grupo que apresentou o infiltrado inflamatório mais semelhante com o grupo que não recebeu nenhum tratamento.

Anti-Sepsia; Clorexidina; Povidina-Iodo; Ferimentos e Lesões


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br