Cirurgia conservadora do baço e oxigenoterapia hiperbárica

OBJETIVO: Estudar aspectos funcionais e morfológicos dos auto-implantes esplênicos e do pólo inferior do baço de ratos, tratados ou não com oxigênio hiperbárico no pós-operatório, e a sobrevida desses animais. MÉTODOS: Foram operados 78 ratos, machos, Wistar, pesando entre 192 g e 283 g ( M.A 238,3 ± 9,6) , distribuídos aleatoriamente em três grupos : 1-(n=20) , manipulação do baço; 2-(n=36), auto-implante esplênico; 3(n= 22), esplenectomia subtotal com preservação do pólo inferior. Cada grupo foi dividido em dois subgrupos: a- não submetido à oxigenoterapia hiperbárica: 1a(n=10), 2a(n=21), 3a(n= 13); b- submetido: 1b(n=10), 2b(n=15), 3b(n=9). O sangue foi colhido para dosagem dos lípides e imunoglobulinas e contagem das plaquetas e dos corpúsculos de Howell-Jolly no pré-operatório e 11 dias após a cirurgia. O baço e os remanescentes foram retirados para estudo histológico. RESULTADOS: O número de animais sobreviventes foi significantemente maior nos grupos 1(p<0,01) e 3(p<0,05) em relação ao subgrupo 2a. O colesterol total e a fração LDL aumentaram significantemente nos subgrupos 2a (p<0,01) e 3a(p<0,05), e não alteraram nos subgrupos 2b e 3b. A IgM caiu mais significantemente no grupo 2 que no 3. O aumento do número de plaquetas e o aparecimento dos corpúsculos de Howell Jolly foi menor no subgrupo 2b que no 2a, no grupo 3 que no grupo 2. O aspecto macro e microscópico no subgrupo 2b foi mais viável que no subgrupo 2a, e o do grupo 3 mais viável que no grupo 2. A sobrevida dos animais com todo o baço ou com o pólo inferior foi mais freqüente que a dos animais com auto-implantes. CONCLUSÕES: A função e a viabilidade de todo o baço ou do pólo inferior foram melhores que a dos auto-implantes. A oxigenoterapia hiperbárica contribuiu para aumentar a freqüência de sobrevida dos animais com auto-implantes, para melhorar a função e a viabilidade dos auto-implantes e a função do pólo inferior, e não interferiu nos animais com baço íntegro.

Esplenectomia; Baço; Efeitos adversos; Terapia de inalação de oxigenio


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br