Efeitos do pneumoperitônio com dióxido de carbono sobre a morfologia renal e hepática de ratos submetidos à colectomia segmentar e anastomose colônica

OBJETIVO: Avaliar os efeitos do aumento de pressão intraperitonial causada pelo pneumoperitônio com dióxido de carbono na morfologia renal e hepática de ratos submetidos à colectomia segmentar a anastomose colônica. MÉTODOS: 54 ratos machos da linhagem Winstar, que, após serem anestesiados, foram aleatoriamente distribuídos em três grupos (P, PP e C): P - 18 animais submetidos a pneumoperitônio por 30 minutos imediatamente antes da laparotomia PP - 18 animais submetidos a pneumoperitônio por 60 minutos, 30 imediatamente antes da laparotomia e 30 após a laparorrafia ; C - (grupo controle) - 18 animais submetidos à laparotomia sem o uso de pneumoperitônio. Os animais foram mortos no terceiro e sétimo dia pós-operatório, quando ocorreu a coleta do rim e parte do fígado. As peças foram coradas com Hematoxilina e Eosina e Von Kossa e analisadas por um patologista que desconhecia os grupos. RESULTADOS: Não foram observadas alterações nas estruturas renais. Nas amostras hepáticas foram observados achados histológicos como a degeneração hidrópica no grupo de animais mortos no sétimo DPO (p= 0,029). CONCLUSÃO: O pneumoperitônio com dióxido de carbono não afetou a morfologia renal e causou a degeneração hidrópica no fígado dos animais mortos no 7º dia pós-operatório.

Rim; Fígado; Pneumoperitônio Artificial; Dióxido de Carbono; Laparoscopia; Ratos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br