Influência da laparoscopia e laparotomia na gasometria, leucócitos e citocinas em modelo de sepse abdominal em ratos

OBJETIVO: A cirurgia laparoscópica está associada com trauma reduzido e baixa resposta na fase aguda do trauma, quando comparada com a cirurgia aberta. As citocinas e o balanço ácido-base são fatores importantes da resposta biológica ao trauma cirúrgico-anestésico. O objetivo deste estudo foi determinar se o pneumoperitôneo com CO2 altera a expressão das citocinas, a gasometria e a contagem diferencial de leucócitos em ratos com sepse abdominal. MÉTODOS: Ratos Wistar foram aleatoriamente distribuídos em 5 grupos: controle (somente anestesia), laparotomia, pneumoperitôneo com CO2, ligadura e punção do ceco por laparotomia, ligadura e punção do ceco por laparoscopia. Após 30 minutos dos procedimentos, sangue arterial foi colhido para leucometria diferencial em hemocitômetro. TNFalfa, IL-1beta e IL-6 foram dosadas no líquido intraperitoneal (por ELISA). Os parâmetros gasosos foram medidos no sangue arterial e nos exsudatos intraperitoneal e subperitoneal. RESULTADOS: Os valores de TNFalfa, IL-1beta e IL-6 foram significantemente menores nos ratos submetidos ao pneumoperitôneo do que em todos os outros grupos (p<0.05). Expressão de TNFalfa, IL-1beta e IL-6 foi menor no grupo sepse induzida por laparoscopia do que por laparotomia (p<0.05). Os ratos submetidos a ligadura e punção do ceco via laparoscópica desenvolveram acidose hipercárbica no sangue arterial e exsudato subperitoneal, mais intensa do que no grupo sepse laparotômica. Leucopenia e linfopenia foram mais acentuadas no grupo sepse laparoscópica (p<0.01). Entretanto, os animais submetidos a sepse laparotômica desenvolveram significante aumento de neutrófilos e eosinófilos quando comparados com os controles (p<0.05). CONCLUSÕES: Este estudo demonstrou que o pneumoperitôneo com CO2 contribuiu para reduzir a resposta inflamatória em ratos submetidos a modelo de sepse abdominal, no que diz respeito à expressão de citocinas intraperitoneais e leucometria diferencial. O pneumoperitôneo também contribuiu para instalação de acidose hipercárbica nos ratos sépticos.

Pneumoperitônio; Dióxido de Carbono; Sepse; Acidose; Leucócitos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br