Correlação da expressão da β-catenina e presença de metástases em carcinoma de células escamosas de língua

OBJETIVO: O carcinoma de células escamosas (CCE) quando presente em língua exibe aspecto mais infiltrativo, curso clínico agressivo e prognóstico desfavorável. Tais características podem associar-se com maior potencial metastático. O presente trabalho teve como meta investigar a expressão de β-catenina em CCE de língua e sua relação com o desenvolvimento de metástases. MÉTODOS: Foram selecionados 24 casos de CCE em língua e divididos em dois grupos: grupo metastático (n=12) e grupo sem metástase (n=12). Realizou-se uma análise semi-quantitativa da imunoexpressão da β-catenina no fronte invasivo tumoral e sendo considerada como negativa, positiva e fortemente positiva, atribuindo-se os escores, "0", "+" e "++", respectivamente. RESULTADOS: A expressão de β-catenina apresentou, no grupo metastático, escore "0" em 33% dos casos, escore "+" em 50% dos casos e escore "++" em 17% dos casos; e, no grupo sem metástase, escore "0" em 42% dos casos, escore "+" em 33% dos casos e escore "++" em 25% dos casos. A análise estatística não demonstrou nenhuma diferença signficativa entre a expressão da proteína nos dois grupos. CONCLUSÃO: Diante destes resultados, concluiu-se que a expressão da β-catenina não constitui um método eficaz, isoladamente, para predizer o potencial metastático do CCE em língua.

Carcinoma de Células Escamosas; Língua; Metástase Neoplásica; beta Catenina; Adesão Celular


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br