Infecção experimental com Escherichia coli enteropatogênicas, identificadas por PCR utilizando cápsulas com revestimento entérico em filhotes da raça boxer

OBJETIVO: Verificar a possibilidade de uma infecção experimental com Escherichia coli enteropatogênicas e confirmar por PCR que os sintomas manifestados após a infecção foram decorrentes dos fatores de virulência da bactéria estudada. MÉTODOS: As unidades experimentais foram 14 filhotes saudáveis com idade de 60 dias da raça Boxer. Os animais foram divididos em três grupos, sendo um controle de cada ninhada e o restante dividido em dois grupos, um de animais inoculados com a cepa 4083 e o outro de animais inoculados com a cepa SPA14. Para inoculação das cepas, utilizaram-se cápsulas gelatinosas revestidas com solução de revestimento entérico. O isolamento de E. coli das fezes foi realizado em todos os animais testados, e o DNA extraído foi submetido à técnica de PCR. RESULTADOS: Todos os animais infectados apresentaram diarréia e tiveram a gene eae amplificado por meio de PCR. CONCLUSÃO: Através da eficiência da PCR das amostras, a técnica seria recomendada para diagnóstico da Escherichia coli enteropatogênicas como diferencial de outros patógenos que causam diarréia, e, no futuro, verificar se outros fatores de virulência (gene bfpA e plasmídeo EAF) permaneceriam após a infecção, podendo avaliar a patogenicidade das EPEC.

Escherichia coli Enteropatogênica; Fatores de Virulência; Reação em Cadeia da Polimerase; Cães


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br