Disseminação de bactérias marcadas com tecnécio-99m após laparotomia e insuflação com diferentes pressões de CO2 em ratos

Marcos Bettini Pitombo Clarice Abreu dos Santos Albuquerque de Faria Luciana Camargo Bernardo Klaus Steinbruck Mario Bernardo Filho Sobre os autores

OBJETIVO: Avaliar a disseminação de bactérias marcadas com tecnécio-99m (99mTc) a partir da cavidade peritoneal após diferentes procedimentos cirúrgicos. MÉTODOS: Foram utilizadas bactérias da espécie Escherichia coli marcadas com 99mTc em uma concentração de10(8) unidades formadoras de colônia por ml (UFC/ml) sendo inoculado 1ml por via intra-peritoneal. Quarenta e oito ratos foram divididos em quatro grupos: controle, laparotomia, pneumoperitôneo com 10 mmHg e pneumoperitôneo com 20 mmHg de CO2. Os procedimentos foram realizados 20 minutos após a injeção do inóculo e duraram 30 minutos. Os animais foram sacrificados após seis horas (grupo 1) e 24 horas (grupo 2). Foram coletadas amostras de sangue, fígado e baço para contagem radioativa. RESULTADOS: Após seis horas, a detecção indireta das bactérias nos diferentes órgãos foi uniforme em todos os grupos. Após 24 horas, observou-se uma maior detecção de tecnécio nos fígados dos animais do grupo insuflado com 20 mmHg de CO2, quando comparados aos do grupo controle (p<0,01). Os outros grupos não apresentaram variações estatisticamente significativas. CONCLUSÕES: A utilização de pressões intra-abdominais mais elevadas associou-se a uma maior disseminação bacteriana para o fígado. A utilização de pressões intra-abdominais menos elevadas na abordagem da peritonite pode estar associada a uma menor disseminação do quadro infeccioso.

Peritonite; Pneumoperitônio; Escherichia coli; Pertecnetato Tc 99m de Sódio; Ratos, Wistar


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br