Modelo experimental para laserterapia de baixa intensidade em retalho cutâneo randômico isquêmico em ratos

OBJETIVO: Propor o desenvolvimento de um modelo experimental para verificar o efeito da laserterapia de baixa intensidade na viabilidade do retalho cutâneo randômico em ratos. MÉTODOS: A amostra constituiu-se de 24 ratos, da linhagem Wistar-EPM. O retalho cutâneo randômico foi realizado com dimensões de 10x4 cm e uma barreira plástica foi interposta entre o mesmo e o leito doador. O Grupo 1 (controle), foi submetido a uma simulação de tratamento com a irradiação laser de diodo (830 nm). O Grupo 2 foi submetido à irradiação laser de diodo (830 nm). Os animais foram submetidos a terapia a laser com densidade de energia de 36 J/cm2 (72 segundos) imediatamente após a operação e nos outros quatros dias subseqüentes. A caneta do laser foi posicionada a 90 graus em contato com o retalho cutâneo em um ponto a 2,5 cm da base cranial do retalho. No sétimo dia pós-operatório foram calculadas as porcentagens da área de necrose. RESULTADOS: O Grupo 1 apresentou média da área de necrose de 48,86% e o Grupo 2 - 23,14%. Após a análise estatística, os resultados mostraram que o Grupo 2 foi mais eficaz, quando comparado ao controle (p<0,001). CONCLUSÃO: O modelo experimental mostrou-se factível para estudos dos efeitos da terapia a laser de baixa intensidade em retalho cutâneo randômico em ratos.

Terapia a Laser de Baixa Intensidade; Retalhos Cirúrgicos; Necrose; Ratos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br