Diagnóstico diferencial no melanoma primário e metastático por espectroscopia FT-Raman

OBJETIVO: Qualificar os dados espectrais FT-Raman do melanoma cutâneo primário e metastático e assim realizar o diagnóstico diferencial. MÉTODOS: Foram utilizadas amostras de 10 fragmentos de pele sem alterações clínicas ou histopatológicas, 10 de melanomas cutâneos e 9 de metástases linfonodais; 105, 140 and 126 espectros foram obtidos respectivamente. Cada amostra foi dividida em 2 ou 3 frações de 2 mm³ e posicionada no porta amostras do espectrômetro Raman para obtenção dos espectros, por meio da excitação do espalhamento inelástico pelo laser de Nd:YAG em 1064 nm incididos na amostra. RESULTADOS: Para diferenciar os três grupos formados de acordo com as características fornecidas pelos espectros, realizamos a análise discriminante dos dados. As variáveis espectrais Fenilalanina, DNA e Amida-I se destacaram na capacidade de diferenciação dos três grupos histológicos. A porcentagem de classificação correta utilizando estes critérios foi de 93,1%; o que mostra a eficiência da análise realizada. CONCLUSÃO: A espectroscopia FT-Raman é capaz de diferenciar o melanoma de sua metástase, assim como da pele normal.

Melanoma; Análise Espectral Raman; Diagnóstico; Biópsia


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br