Impacto do uso do cell saver na redução de transfusão sanguínea durante o transplante de fígado

Ajith Kumar Sankarankutty Andreza Correa Teixeira Fernanda Fernandes Souza Enio David Mente Gustavo Ribeiro de Oliveira Rachel Cristina Camargo Almeida Camila Marques de Andrade Eliana Aparecida Lopes Origuella Orlando de Castro e Silva Sobre os autores

OBJETIVO: O objetivo desse estudo foi analisar as mundanças na quantidade de transfusão necessária com uso do Intraoperative red blood cell salvage (Cell saver), em pacientes submetidos a transplante ortotópico de fígado, doador cadáver. MÉTODOS: Foram avaliados dados de 41 pacientes submetidos a transplante de fígado. O sangramento foi calculado de acordo com débito do aspirador, compressas e captação do Cell saver. A reposição necessária foi avaliada de acordo com a quantidade de transfusão heteróloga e autóloga. Para análise dos dados os pacientes foram dividos em dois grupos: com e sem uso de Cell saver. RESULTADOS: A mediana de idade foi 50 anos e principal indicação de transplante foi cirrose hepática com 35 casos (85,3%). A mediana de sangramento durante o procedimento cirúrgico 8362 + 3994 ml (com cell saver) e 10824 + 7002 ml (sem cell saver) e a mediana de transfusão de concentrado de hemácias heterólogo, durante o período de internação hospitalar 9,6 + 8 unidades (com cell saver) compar 22,3 + 21 unidades (sem cell saver). CONCLUSÃO: Uso de Cell Saver tem um potential para reduzir a quantidade de transfusão heteróloga, dimuindo o risco de transmissão de doenças.

Transplante Hepático; Cell Saver; Transfusão de Sangue; Cirurgia Hepática


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br