A benzilamino-oxidase (BzAO) em portadores de adenocarcinoma gástrico avançado

The benzylamine oxidase in patients with advanced gastric adenocarcinoma

Nelson Adami Andreollo Luiz Baldini Neto João Paulo Toledo Marina Raquel Araújo Luiz Roberto Lopes Rachel Lewinsohn Sobre os autores

OBJETIVO: Realizar dosagens da benzilamino-oxidase (BzAO), uma enzima tissular localizada na túnica média dos vasos sanguíneos, mais precisamente no músculo liso, em fragmentos tumorais e não tumorais de peças cirúrgicas ressecadas de portadores de adenocarcinoma gástrico avançado. MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 24 doentes (18 masculinos e seis femininos com média de idade de 55,4 anos). Quanto à localização do tumor, eram 11 do antro gástrico, nove do corpo, dois da cárdia, um do corpo e antro e um do fundo, sendo que 12 doentes foram submetidos a gastrectomia subtotal e os demais a gastrectomia total com esplenectomia, todos com linfadenectomia a D2. As dosagens de BzAO foram correlacionadas com idade , sexo , tempo de história da doença, local do tumor no estômago, tipo histopatólogico e cirurgia realizada. RESULTADOS: A atividade enzimática da BzAO nos tecidos gástricos normais variou de 22,9 miM a 111 miM (média de 57,1), sendo superior nos tecidos tumorais em todos os casos, variando de 35,5 miM a 148 miM (média de 70,7). A análise estatística pelo teste t de student mostrou diferença significativa entre as duas dosagens (desvio padrão de 2,373 e p = 0,0263, portanto p < 0,05). CONCLUSÃO: As dosagens de BzAO foram mais elevadas nos fragmentos tumorais gástricos, sugerindo existir correlação entre a BzAO e a angiogênese, e, portanto, a possibilidade de utilização de terapias antiangiogênicas que atuem inibindo o crescimento tumoral e metastático.

Benzilamino-oxidase; Estômago; Adenocarcinoma gástrico; Angiogênese


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br