Efeitos histológicos e bioquímicos séricos do alfa-tocoferol na lesão de isquemia e reperfusão em membro pélvico de ratos

OBJETIVO: Avaliar ação protetora do alfa-tocoferol na lesão de isquemia e reperfusão em membro pélvico de ratos. MÉTODOS: Trinta ratos machos adultos da linhagem wistar foram distribuídos aleatoriamente, em três grupos experimentais, com 10 animais cada: Grupo I - Grupo controle sem isquemia ou reperfusão. Grupos II e III - quatro horas de isquemia e duas horas de reperfusão através clampeamento da aorta infra-renal. Os animais do grupo II foram tratados com solução salina e aqueles do grupo III, tratados com alfa-tocoferol 50 mg/kg por via endovenosa. Parâmetros estudados: Biópsias do músculo solear, dosagens da creatina fosfoquinase, da desidrogenasse láctica, do potássio, do cálcio e da hemogasometria arterial. RESULTADOS: Os resultados das biópsias dos músculos soleares estudados através da microscopia óptica, não foram significantes quanto a presença de edema entre os três grupos estudados. As variáveis inflamação e necrose não foram observadas e, portanto não analisáveis estatisticamente. Em relação às dosagens de cálcio e desidrogenase lática, pH, pO2, pCO2, não foram significantes em todos os grupos estudados. Observamos que os níveis de potássio (Grupo II > grupo I, F calculado = 5,84; F crítico = 3,33), creatina fosfoquinase (Grupo II > Grupo I e III, H calculado =13,92; Hcritico 5,99) , e bicarbonato (grupo I e III > grupo II, H calculado = 11,98; h critico 5.99 ) apresentaram resultados significantes entre os grupos. CONCLUSÃO: Tratamento com alfa-tocoferol do ponto de vista bioquímico sérico atenuou as lesões metabólicas na síndrome de isquemia e reperfusão neste modelo experimental.

Isquemia; Reperfusão; alfa-Tocoferol; Ratos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br