Alterações causadas pela hidrocefalia, induzida por caulim, no corpo caloso de cães adultos

Edvaldo José Rodrigues Cardoso João José Lachat Luiza Silva Lopes Antonio Carlos dos Santos Benedicto Oscar Colli Sobre os autores

OBJETIVO: Analisar a dilatação ventricular e a mielinização do corpo caloso em cães adultos após quatro e oito semanas da indução de hidrocefalia por caulin. MÉTODOS: 36 cães foram aleatoriamente divididos em 3 grupos: 1- sem hidrocefalia, 2- quatro semanas de hidrocefalia induzida por caulin, 3- oito semanas de hidrocefalia induzida por caulin. As razões e volumes ventriculares foram calculados utilizando imagens de ressonância magnética, e, a mielinização do corpo caloso por estudo histológico (coloração com solocromo- cianina). RESULTADOS: Hidrocefalia foi observada radiologicamente em 93,75% e a mortalidade global foi de 38,4%. Os volumes e as razões ventriculares foram maiores nos grupos 2 e 3 em relação ao grupo 1 e semelhantes nas quarta e oitava semanas no grupo 3. Índices de luminescência no joelho e no esplênio do corpo caloso foram maiores no grupo 2 em relação ao grupo 1, indicando que houve perda de mielina no grupo 2, e semelhantes nos grupos 1 e 3, mostrando uma tendência à remielinização em torno de 8 semanas. CONCLUSÃO: O corpo caloso de cães com hidrocefalia induzida por caulin responde com desmielinização no joelho e esplênio em torno de quatro semanas com tendência à remielinização em torno da oitava semana.

Hidrocefalia; Corpo Caloso; Bainha de Mielina; Cães


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br