Modelo animal para treinamento em pesquisa de linfonodo sentinela em estômago mediante métodos combinados

José Roberto Alves Luiz Roberto Lopes Luciana Rodrigues de Meirelles Celso Darío Ramos Tânia Sasasaki Nelson Adami Andreollo Sobre os autores

OBJETIVO: Criar e validar uma proposta de modelo animal para o treinamento em pesquisa de linfonodos sentinelas no estômago. MÉTODOS: Em trinta e dois coelhos, mediante laparotomia, foi injetado na subserosa da parede anterior do corpo gástrico, 0,1 ml de fitato marcado com tecnécio-99m (0,2 mCi), seguido pelo mesmo orifício, de 0,2 ml de Azul Patente V® 2,5%. A cavidade abdominal foi avaliada, in vivo, por meio de inspeção para pesquisa de suspeitas de linfonodos azuis e com detector manual de radiação gamma aos cinco, dez e 20 minutos para pesquisa de suspeitas de linfonodos radioativas. Após 20 minutos, foi realizada a ressecção dessas para posterior avaliação da radioactividade (ex vivo) e estudo histológico. RESULTADOS: Foram identificados linfonodos em 30 coelhos (Média de 2,2 linfonodos por animal). Das 90 suspeitas de linfonodos ocorridas no estudo, em 70 casos (77,8%) obteve-se confirmação histológica para tecido linfóide. Destas, a maioria estava localizada na região periesofágica do fundo gástrico. A amostra apresentou taxa de mortalidade de 6,25% e nove intercorrências relacionadas ao método, que interferiram na identificação dos linfonodos. CONCLUSÃO: O modelo animal para pesquisa de linfonodos sentinelas em estômago de coelhos mostrou-se factível, pouco complexo e reproduziu as dificuldades encontradas para a pesquisa de linfonodos gástricos em humanos, sendo adequado para o treinamento cirúrgico.

Modelos Animais; Biópsia de Linfonodo Sentinela; Estômago; Corantes; Tecnécio; Coelhos


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br