Efeitos da hiperglicemia e do envelhecimento sobre a angiogênese e a reepitelização de anastomoses colônicas em ratos

OBJETIVO: Avaliar a angiogênese e a reepitelização de anastomoses colônicas em ratos. MÉTODOS: 82 ratos Wistar divididos em: jovens normoglicêmicos, velhos normoglicêmicos e hiperglicêmicos. Diabetes foi induzido com estreptozotocin. Glicemia foi medida antes da indução, após 24 horas e 90 dias, quando realizou-se colotomia seguida de anastomose, a qual foi estudada no 3.º, 7.º e 14.º dia.Peças foram preparadas por imunohistoquímica (PCNA e Antifator VIII). RESULTADOS: Glicemia média após 90 dias foi de 244,95 mg/dl. No 7.º dia, a reepitelização foi maior no grupo jovem que nos grupos velho normoglicêmico (p<0,0001) e velho hiperglicêmico (p<0,0001). Dia 14, mantiveram-se as diferenças entre os grupos jovem e velhos normoglicêmico (p<0,0001) e hiperglicêmico (p<0,0001). Os dois grupos velhos não diferiram entre si. Nos três períodos a angiogênese foi maior no grupo jovem do que nos velhos normoglicêmicos (p3=0.014, p7<0.0001; p14<0.0001) e que nos velhos hiperglicêmicos (p3=0.014, p7<0.0001; p14<0.0001). No 3.º dia, os grupos velhos não foram diferentes (p3=0.627), mas no 7.º e no 14.º, a angiogênese foi maior no grupo normoglicêmico (p7=0.042; p14=0.005). CONCLUSÃO: Idade é importante para a reepitelização e angiogênese das anastomoses colônicas. Hiperglicemia interfere principalmente na angiogênese.

Cicatrização de feridas; Diabetes mellitus; Envelhecimento; Cólon


Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Al. Rio Claro, 179/141, 01332-010 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3287-8814 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sgolden@terra.com.br