Agriculture and short run macroeconomics

Resumos

Neste trabalho, formula-se um modelo macroeconômico de curto prazo a fim de se derivar as interações entre os setores agrícola e não-agrícola por ocasião da aplicação de políticas de estabilização. As variáveis exógenas são mudanças nas políticas fiscal, monetária e cambial e nos preços internacionais. As variáveis endógenas explicitamente analisadas são renda real para cada setor e preços relativos. Os principais resultados são: (a) os preços relativos tendem a variar quando as variáveis exógenas variam; (b) a produção agrícola e os preços relativos da gricultura tendem a se reduzir face a políticas fiscais e monetárias expansivas mesmo quando a elasticidade-renda de demanda para produtos agrícolas for zero; (c) embora o efeito inflacionario de políticas monetárias e fiscais expansivas seja maior quando a elasticidade de oferta de produtos agrícolas é baixa, os preços nominais da agricultura tendem a crescer no máximo tanto quanto os preços nominais não-agrícolas. Os efeitos de diversas pressuposições a respeito da elasticidades de demanda e de oferta sobre os resultados do modelo são também derivados.


A short run macro-model is formulated to derive the interactions between farm and nonfarm sector in response to stabilization policies. Exagenous variables are changes in fiscal and monetary policies, exchange rate, and international prices. Endogenous variables explicitly analyzed are farm and nonfarm real incomes and nominal and relative prices. Main results of the model are: (a) relative prices tend to change when exogenous variables change; (b) farm output and relative price tend to be reduced by expansive fiscal and monetary policies even If income elasticity of demand for farm products is zero; (c) although the inflationary effect of expansive monetary or fiscal policy is higher the lower the elasticity of supply of farm products, farm nominal prices tend to increase at most a much as nonfarm nominal prices. The effects of several different assumptions regarding supply and demand elasticities upon the model results are derived.


Agriculture and short run macroeconomics* * Entregue para publicação em: 30/04/87.

Geraldo S. de Camargo Barros

Professor adjunto do Departamento de Economia e Sociologia Rural da ESALQ/USP - Piracicaba, SP

RESUMO

Neste trabalho, formula-se um modelo macroeconômico de curto prazo a fim de se derivar as interações entre os setores agrícola e não-agrícola por ocasião da aplicação de políticas de estabilização. As variáveis exógenas são mudanças nas políticas fiscal, monetária e cambial e nos preços internacionais. As variáveis endógenas explicitamente analisadas são renda real para cada setor e preços relativos. Os principais resultados são: (a) os preços relativos tendem a variar quando as variáveis exógenas variam; (b) a produção agrícola e os preços relativos da gricultura tendem a se reduzir face a políticas fiscais e monetárias expansivas mesmo quando a elasticidade-renda de demanda para produtos agrícolas for zero; (c) embora o efeito inflacionario de políticas monetárias e fiscais expansivas seja maior quando a elasticidade de oferta de produtos agrícolas é baixa, os preços nominais da agricultura tendem a crescer no máximo tanto quanto os preços nominais não-agrícolas. Os efeitos de diversas pressuposições a respeito da elasticidades de demanda e de oferta sobre os resultados do modelo são também derivados.

SUMMARY

A short run macro-model is formulated to derive the interactions between farm and nonfarm sector in response to stabilization policies. Exagenous variables are changes in fiscal and monetary policies, exchange rate, and international prices. Endogenous variables explicitly analyzed are farm and nonfarm real incomes and nominal and relative prices. Main results of the model are: (a) relative prices tend to change when exogenous variables change; (b) farm output and relative price tend to be reduced by expansive fiscal and monetary policies even If income elasticity of demand for farm products is zero; (c) although the inflationary effect of expansive monetary or fiscal policy is higher the lower the elasticity of supply of farm products, farm nominal prices tend to increase at most a much as nonfarm nominal prices. The effects of several different assumptions regarding supply and demand elasticities upon the model results are derived.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

  • BACHA, E., 1982. Introdução a Macroeconomia - Uma Perspectiva Brasileira. Editora Campus, Rio de Janeiro, RJ.
  • BORDO, M.D., 1980. "The Effect of Monetary Change on Relative Comodity Prices and The Role of Long-Term Contracts". JPE, 88 (6): 108-1109
  • GARDNER, B., 1981. "On the Power of Macroeconomics Linkages to Explain Events in U.S. Agriculture". AJAE, 63 (5): 871-878
  • McCALLA, A.F., 1981. "Impact of Macroeconomic Policies upon Agricultural Trade and International Agricultural Development". AJAE, 64 (5): 861-866.
  • SAYAD, J., 1979. "Inflação e Agricultura". Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), 9 (1): 1-32.
  • SCHUH, G.E., 1974. "The Exchange Rate and U.S. Agriculture". AJAE, 56 (1): 1-13.
  • SCHUH, G.E., 1976. "The New Macroeconomics of Agriculture". AJAE, 58 (5): 802-811.
  • STARLEAF, D.R. 1982. "Macroeconomic Policies and Their Impact upon the Farm Sector". AJAE, 64(5): 854-860.
  • TWEETEN, L.G. 1980. "Macroeconomic in Crisis: Agriculture in an Underachieving Economy". AJAE, 62(5):853-865".

  • *
    Entregue para publicação em: 30/04/87.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    20 Ago 2010
  • Data do Fascículo
    1987

Histórico

  • Recebido
    30 Abr 1987
Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Av.Páduas Dias, 11, C.P 9 / Piracicaba - São Paulo, Brasil, tel. (019)3429-4486, (019)3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@esalq.usp.br