Accessibility / Report Error

Estudo do controle químico do Aspergillus flavus e produção de aflátoxina no amendoim (Arachis hypogaea L.) no campo

Chemical control of Aspergillus flavus to prevent production of aflatoxin in peanuts in the windrow

Resumos

No presente trabalho foi estudada a possibilidade de controle da produção de aflatoxina pelo Aspergillus flavus em amendoim, pela aplicação de fungicidas sobre as vagens logo após seu arrancamento. Quatro fungicidas eficientes selecionados previamente em testes "in vitro" (Ferbam, Thiram, Ortofenilfenato de sódio e Captaiol) foram utilizados em experimentos levados a efeito durante quatro anos nas regiões de Caiabu, Campinas, Marília, Pirapozinho e Ribeirão Preto. Os resultados levaram à conclusão, dentro do âmbito e condições do experimento, de que nos anos em que houve chuva na colheita, os tratamentos anti-fúngicos foram ineficientes e que em anos secos as próprias condições do tempo se encarregaram de inibir o A. flavus.


In the present work the possibility of chemical control of Aspergillus flavus to prevent the production of aflatoxin in peanuts, by spraying fungicides to the freshly-dug kernels in the windrow was studied. Four efficient fungicides (Ferbam, Thiram, Sodium Ortophenilfenate and Captafol) screened by tests "in vitro" were used in experiments run for four years in the regions of Caiabú, Campinas, Marilia, Pirapozinho and Ribeirão Preto. From the results the Authors concluded, within the range and conditions of this experiment, that when the harvest is carried in rainy periods the fungicides seem to be inefficient, and when rains are absent, the weather condition by itself seems to inhibit the growth of A. flavus and prevent the occurrence of aflatoxin. Nevertheless, the Authors suggest more studies on the subject.


Estudo do controle químico do Aspergillus flavus e produção de aflátoxina no amendoim (Arachis hypogaea L.) no campo* * Parte do Projeto n.° 1 CIA-BNDE Contrato Fundepro 42. Executado em colaboração com o Dept.° Tecnologia Rural da ESALQ-USP.

Chemical control of Aspergillus flavus to prevent production of aflatoxin in peanuts in the windrow

Homero FonsecaI; Ângelo Savy FilhoII; Jaciro SoaveIII; Vicente Canecchio FilhoIV

IDept.° de Tecnologia Rural

IIEng.° Agr.°, Seção de Oleaginosas, Instituto Agronômico de Campinas. Bolsista do CNPq

IIIEng.o Agr.°, Seção de Microbiologia Fitotécnica, I.A. Campinas. Bolsista do CNPq

IVEng.° Agr.° Seção de Oleaginosas, I.A. Campinas

RESUMO

No presente trabalho foi estudada a possibilidade de controle da produção de aflatoxina pelo Aspergillus flavus em amendoim, pela aplicação de fungicidas sobre as vagens logo após seu arrancamento. Quatro fungicidas eficientes selecionados previamente em testes "in vitro" (Ferbam, Thiram, Ortofenilfenato de sódio e Captaiol) foram utilizados em experimentos levados a efeito durante quatro anos nas regiões de Caiabu, Campinas, Marília, Pirapozinho e Ribeirão Preto.

Os resultados levaram à conclusão, dentro do âmbito e condições do experimento, de que nos anos em que houve chuva na colheita, os tratamentos anti-fúngicos foram ineficientes e que em anos secos as próprias condições do tempo se encarregaram de inibir o A. flavus.

SUMMARY

In the present work the possibility of chemical control of Aspergillus flavus to prevent the production of aflatoxin in peanuts, by spraying fungicides to the freshly-dug kernels in the windrow was studied.

Four efficient fungicides (Ferbam, Thiram, Sodium Ortophenilfenate and Captafol) screened by tests "in vitro" were used in experiments run for four years in the regions of Caiabú, Campinas, Marilia, Pirapozinho and Ribeirão Preto.

From the results the Authors concluded, within the range and conditions of this experiment, that when the harvest is carried in rainy periods the fungicides seem to be inefficient, and when rains are absent, the weather condition by itself seems to inhibit the growth of A. flavus and prevent the occurrence of aflatoxin.

Nevertheless, the Authors suggest more studies on the subject.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

LITERATURA CITADA

Entregue para publicação em 26-11-1976

  • ADRIAN, J. e R. JACQUAT, 1968. Les aflatoxines on les risques de toxicité de l'arachide. In: Valeur Alimentaire de I'Arachide et des ses Derivées. G. P. Maisoneuve & Larousse, Paris, 263 p.
  • ALLCROFT, R. e R.B.A. CARNAGHAN, 1962. Groundnut toxicity. Aspergillus flavus toxin (aflatoxin) in animal products: preliminary communications. Vet. Rec, 74(31); 863-4.
  • ALLCROFT, R., H. ROGERS; G. LEWIS, J. NABNEY, e P.E. BEST, 1966. Metabolism of aflatoxin in sheep: excretion of the "milk toxin". Nature, 209:154-5.
  • BELL, O.K. e B. DOUPNIK Jr.; 1971. Chemical treatment of peanuts in the windrow to control Aspergillus flavus and aflatoxins. Journal APREA, 3(1) :31-2.
  • BIER, O., 1945. Bacteriologia e Invmologia. 2.Ş ed. São Paulo. Edições Melhoramentos. 672 p.
  • COMISSÃO DE SOLOS, 1960 Levantamento de Reconhecimento de Solos do Estado de São Paulo. Min. Agric. Serv. Nac. de Pesq. Agron., Rio de Janeiro. Boi. n.° 12.
  • COOMES, T.J. e A.J. FEUELL, 1965. Recommended procedures for the detection of aflatoxin B1 in groundnuts and groundnut materials. Tropical Products Institute, Report G13, Ministry of Overseas Development, Londres.
  • COOMES, T.J., P.C. CROWTHER, A.J. FEUELL, e B.J. FRANCIS, 1966. Experimental detoxification of groundnut meals containing aflatoxin. Nature, 209: 406-7.
  • FONSECA, H., 1968. Contribuição ao Estudo da Ocorrência de Aflatoxina em Tortas,. . Farelos e Farinhas de Amendoim (Arachis hypogaea L.). no Estado de São Paulo. ESALQ/USP, 64 p. Tese de Doutoramento.
  • FONSECA, H., 1969 a. Contribuição ao Estudo da Aflatoxina no Amendoim (Arachis hypogaea L.) da Colheita à Industrialização. ESALQ/USP, 98 p. Tese de Livre-Docência.
  • FONSECA, H., 1969 b. Determinação físico-química da aflatoxina em amendoim e subprodutos. Boi. Tecn. Cient. n.° 34, ESALQ/USP, 9 p.
  • FONSECA, H. e H. DEL NERY, 1970. Ocorrência de aflatoxina em pastas de amendoim. Anais da E.S.A.L.Q., Piracicaba, XXVII: 181-190.
  • IONGH, H. de, R.O. VLES e J.G. Van PELT, 1964. Milk of mammals fed and aflatoxin - containing diet. Nature, 202: 466-7.
  • LEE,, W.V., 1965. Quantitative determination of aflatoxin in groundnut products. Analyst., 90: 305-7.
  • PELCZAR Jr., M.J. e R.D. REID., 1968. Microbiology. Mc Graw - Hill Book Co. Inc., New York. 564 p.
  • SREENIVASAMURTHY, V. H.A.B. PARPIA, S. SRIKANTA e A. SHANKAR-M'URTI, 1967. Detoxification of aflatoxin in peanut meal by hydrogen peroxide. J. AOAC, 50(2) :350-4.
  • STEINER, R. U., M. DUODOROFF e E.A. ADELBERG, 1969. Mundo dos Micróbios. Ed. Edgar Blücher Ltda. São Paulo, 741 p.
  • *
    Parte do Projeto n.° 1 CIA-BNDE Contrato Fundepro 42. Executado em colaboração com o Dept.° Tecnologia Rural da ESALQ-USP.
  • Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      29 Maio 2012
    • Data do Fascículo
      1976

    Histórico

    • Recebido
      26 Nov 1976
    Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Av.Páduas Dias, 11, C.P 9 / Piracicaba - São Paulo, Brasil, tel. (019)3429-4486, (019)3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
    E-mail: scientia@esalq.usp.br