Acúmulo de massa seca e extração de macro e micronutrientes por uma cultura de gengibre

Growth and nutrients extraction by a crop of ginger (Zingeber officinalis Rosae, var. Brasil)

Resumos

De uma plantação bem conduzida no Município de Caraguatatuba, litoral do Estado de São Paulo, foram coletadas plantas (Zingeber officinalis, Rosae, var. Brasil) em número nunca inferior a quatro por amostragem a partir de dois meses da brotação até a época da colheita com intervalos de trinta dias. As plantas após a coleta foram divididas em folhas, "caule", flores e rizomas, tratadas e analisadas para macro e micronutrientes de acordo com os métodos tradicionais de laboratório. Os autores concluíram que o gengibre tem um crescimento contínuo e a extração de macronutrientes obedece a seguinte ordem decrescente: N, K, Ca, Mg, S e P. Para os micronutrientes a ordem decrescente é: Fe, Mn, Zn, B e Cu. Os rizomas exportam 15,3% do total de nutrientes contidos na plantação. A cultura do gengibre pode ser considerada como exigente em nutrientes.

gengibre; crescimento; extração macro e micronutrientes


From a well managed plantation situated in Caraguatatuba on the coast of the State of São Paulo, Brazil, plants were collected from two months after the emergence to the final stage of maturity at 30 days intervals. The plants were separated into leaves, "stems", flowers and rhizomes. Plant materia] was washed, dried and analyzed by laboratory conventional methods for N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn and Zn. The authors concluded that: a) ginger plants present a continuous growth; b) macronutrients were accumulated in the following decreasing order: N, K, Ca, Mg, S and P, while the order for micronutrients was: Fe, Mn, Zn, B and Cu; c) rhizomes exported 15.3% of the total nutrients content of the plantation.

ginger; growth; extraction, macro, micronutrients


ARTIGOS ARTICLES

NUTRIÇÃO DE PLANTAS PLANT NUTRITION

Acúmulo de massa seca e extração de macro e micronutrientes por uma cultura de gengibre

Growth and nutrients extraction by a crop of ginger (Zingeber officinalis Rosae, var. Brasil)

H.F.HaagI; S. SaitoII; A.R. DechenI; Q. A. C. CarmelloI

IDepartamento de Química da E.S.A. "Luiz de Queiroz" da Universidade de São Paulo - 13.400 - Piracicaba-SP

IIEngenheiro Agrônomo, Rod. Caraguatatuba - Ubatuba - km 32 - SP

RESUMO

De uma plantação bem conduzida no Município de Caraguatatuba, litoral do Estado de São Paulo, foram coletadas plantas (Zingeber officinalis, Rosae, var. Brasil) em número nunca inferior a quatro por amostragem a partir de dois meses da brotação até a época da colheita com intervalos de trinta dias. As plantas após a coleta foram divididas em folhas, "caule", flores e rizomas, tratadas e analisadas para macro e micronutrientes de acordo com os métodos tradicionais de laboratório. Os autores concluíram que o gengibre tem um crescimento contínuo e a extração de macronutrientes obedece a seguinte ordem decrescente: N, K, Ca, Mg, S e P. Para os micronutrientes a ordem decrescente é: Fe, Mn, Zn, B e Cu. Os rizomas exportam 15,3% do total de nutrientes contidos na plantação. A cultura do gengibre pode ser considerada como exigente em nutrientes.

Termos para indexação: gengibre, crescimento, extração macro e micronutrientes.

ABSTRACT

From a well managed plantation situated in Caraguatatuba on the coast of the State of São Paulo, Brazil, plants were collected from two months after the emergence to the final stage of maturity at 30 days intervals. The plants were separated into leaves, "stems", flowers and rhizomes. Plant materia] was washed, dried and analyzed by laboratory conventional methods for N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn and Zn. The authors concluded that: a) ginger plants present a continuous growth; b) macronutrients were accumulated in the following decreasing order: N, K, Ca, Mg, S and P, while the order for micronutrients was: Fe, Mn, Zn, B and Cu; c) rhizomes exported 15.3% of the total nutrients content of the plantation.

Index terms: ginger, growth, extraction, macro, micronutrients.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Entregue para publicação em: 14/02/90

Aprovado para publicação em: 01/06/90

  • GUTA Rural - Horta. São Paulo, Abril, 1990. 250p.
  • JOLY, A.B. Botânica. Introdução à taxonomia vegetal. São Paulo, Nacional, 1977. 777p.
  • SARRUGE, J.R. & HAAG, H.P. Análises químicas em plantas. Piracicaba, ESALQ, Departamento de Química. 1974. 56p.
  • SCARPARE FILHO, J.A. A cultura do gengibre. Piracicaba, ESALQ, 1988. 18p. (Monografia).

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    14 Maio 2009
  • Data do Fascículo
    1990

Histórico

  • Aceito
    01 Jun 1990
  • Recebido
    14 Fev 1990
Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Av.Páduas Dias, 11, C.P 9 / Piracicaba - São Paulo, Brasil, tel. (019)3429-4486, (019)3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@esalq.usp.br