Doença inflamatória intestinal: perfil do paciente em tratamento ambulatorial

Rachael Miranda dos SANTOS Ana Teresa Pugas CARVALHO Kelly dos Santos SILVA Selma Petra Chaves SÁ Aparecida Helena dos SANTOS Millene Ramos SANDINHA Sobre os autores

RESUMO

CONTEXTO

A Doença de Crohn e a retocolite ulcerativa idiopática são as duas principais formas de doença inflamatória intestinal e possuem crescente incidência e prevalência, tendem a ser progressivas, cursam com recidivas frequentes e assumem formas clínicas de alta gravidade. No Brasil a escassez de dados epidemiológicos relacionados a tais agravos deixa essas pessoas em estado de vulnerabilidade e contribui para o aumento da morbidade.

OBJETIVO

Descrever o perfil dos pacientes portadores de doença inflamatória intestinal atendidos em um ambulatório de doenças inflamatórias intestinais do estado do Rio de Janeiro.

MÉTODOS

Trata-se de uma pesquisa documental retrospectiva, exploratória, descritiva em abordagem quantitativa, realizada de maio a julho de 2016, em uma policlínica universitária, localizada no Rio de Janeiro, em ambulatório de tratamento de doenças inflamatórias intestinais. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição CAAE: 55179316.6.0000.5259 /2016, e contou com 556 participantes.

RESULTADOS

Os dados revelam um predomínio das doenças inflamatórias intestinais, nos pacientes do sexo feminino, de cor branca. A doença de Crohn foi diagnosticada em um maior número de indivíduos em relação a retocolite ulcerativa idiopática. Os dados do perfil de localização intestinal mostram a região ileocolônica como mais afetada na doença de Crohn. Foi evidenciado predomínio do fenótipo estenosante na doença de Crohn.

CONCLUSÃO

O predomínio do fenótipo estenosante na doença de Crohn, evidencia a necessidade de estudos aprofundados sobre a temática no Brasil. No mais, os dados obtidos demonstram um perfil epidemiológico da população semelhante ao divulgado em estudos nacionais e internacionais.

DESCRITORES
Doenças inflamatórias intestinais; Doença de Crohn; Colite Ulcerativa; Epidemiologia

Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades - IBEPEGE. Rua Dr. Seng, 320, 01331-020 São Paulo - SP Brasil, Tel./Fax: +55 11 3147-6227 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: secretariaarqgastr@hospitaligesp.com.br