Accessibility / Report Error

Teste respiratório da 13C-metacetina na doença hepática crônica pelo vírus C

13C-methacetin breath test in hepatitis C chronic liver disease

Ana Cláudia Oliveira Marialice Reber Valéria Lanzoni Maria Lúcia Ferraz Edison Roberto Parise Sobre os autores

RACIONAL: O teste respiratório da metacetina marcada com carbono 13 (13C-metacetina) é método não-invasivo que permite examinar a função hepática microssomal, permitindo avaliação quantitativa da massa hepática funcional. OBJETIVO: Avaliar a utilidade clinica do teste respiratório da 13C-metacetina na avaliação de pacientes com doença crônica do fígado pelo vírus da hepatite C. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Setenta e oito pacientes com hepatite crônica C e 13 indivíduos saudáveis pareados por sexo e idade foram estudados. Pacientes infectados cronicamente pelo vírus C foram classificados como portadores de hepatite crônica (n = 51) ou cirrose hepática (n = 27, sendo 7 deles classificados como descompensados pela presença de ascite, icterícia e/ou encefalopatia). Pacientes co-infectados HbsAg/HIV, em uso crônico de álcool, com outras doenças crônicas ou em uso de medicamentos que pudessem interferir com a atividade do citocromo P450, foram excluídos. O estádio e a atividade da doença nos fragmentos de biopsia foram determinados de acordo com os critérios da Sociedade Brasileira de Hepatologia. O teste respiratório da 13C-metacetina foi realizado com 75 mg de 13C-metacetina e a concentração de 13CO2 no ar expirado foi medido através de espectrometria infravermelha não dispersiva. Foram calculados o "delta over baseline" e o percentual de recuperação cumulativo do 13CO2 aos 40 (teste respiratório da 13C-metacetina 40 min) e aos 120 minutos (teste respiratório da 13C-metacetina 120 min). RESULTADOS: Os parâmetros do teste respiratório da 13C-metacetina se correlacionaram com avaliação estrutural histológica, mas não com a atividade necroinflamatória no tecido hepático, sendo que a melhor correlação foi obtida entre o grau de estádio e o teste respiratório da 13C-metacetina 120 min. Os valores médios do teste respiratório da 13C-metacetina 120 min foram significantemente mais reduzidos nos grupos cirróticos (19,2 ± 7,1% para cirróticos compensados e 14,7 ± 4,0% para os cirróticos descompensados) que nos grupos controle (29,9 ± 4,5%) e com hepatite crônica (27,8 ± 6,1%). A melhor acurácia no diagnóstico de cirrose entre os portadores de hepatite crônica C foi encontrada para o teste respiratório da 13C-metacetina 120 min com 81% de sensibilidade e 77% de especificidade. CONCLUSÃO: O teste respiratório da 13C-metacetina se correlaciona com alterações estruturais encontradas na hepatite crônica pelo vírus C e o percentual de recuperação de 13CO2 aos 120 minutos é um sensível parâmetro para identificar a presença de cirrose nesses pacientes.

Hepatite C crônica; Cirrose hepática; Testes respiratórios; Testes de função hepática


Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades - IBEPEGE. Rua Dr. Seng, 320, 01331-020 São Paulo - SP Brasil, Tel./Fax: +55 11 3147-6227 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: secretariaarqgastr@hospitaligesp.com.br