Accessibility / Report Error

Idade e gênero podem influenciar nos resultados da derivação gástrica em Y de Roux? Parâmetros da síndrome metabólica

Contexto

A obesidade severa favorece o desenvolvimento de doenças graves, como hipertensão, diabetes mellitus, aterosclerose e esteatose hepática. Na última década, houve um aumento de procedimentos bariátricos no Brasil.

Objetivos

O objetivo deste estudo foi verificar se o gênero e a idade no momento da cirurgia implicam em diferenças significativas nos parâmetros da síndrome metabólica.

Métodos

Estudo envolveu 205 prontuários de pacientes adultos submetidos à derivação gástrica em Y-de-Roux, estratificada por gênero e faixas etárias, acompanhados por equipe multidisciplinar com seguimento de 1 ano.

Resultados

Observou-se diminuição significativa do índice de massa corporal, glicemia e insulina em todas as idades e ambos os gêneros. O perfil lipídico apresentou melhorias significativas, exceto na fração da lipoproteína de alta densidade. Os níveis de gordura ectópica no fígado diminuíram depois de 6 meses. Houve uma diminuição na prevalência de hipertensos 6 meses após a intervenção cirúrgica.

Conclusões

A derivação gástrica em Y-de-Roux mostrou melhora dos parâmetros da síndrome metabólica. A redução da massa corporal acompanhada da diminuição na resistência à insulina resultou em menor prevalência de comorbidades associadas à obesidade. Os benefícios foram similares e estenderam-se para ambos os gêneros e todas as faixas etárias entre 18 e 65 anos de idade.

Cirurgia bariátrica; Síndrome X metabólica; Anastomose em-Y de Roux; Fígado gorduroso


Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades - IBEPEGE. Rua Dr. Seng, 320, 01331-020 São Paulo - SP Brasil, Tel./Fax: +55 11 3147-6227 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: secretariaarqgastr@hospitaligesp.com.br