Score de Renzi para distúrbios evacuatórios - validação da versão portuguesa de acordo com a checklist COSMIN

Ana Celia CAETANO Sara DIAS André SANTA-CRUZ Carla ROLANDA Sobre os autores

RESUMO

CONTEXTO:

Recentemente, o Score de Distúrbios Evacuatórios (SDE) foi desenvolvido e validado por Renzi para avaliação e comparação da eficácia do tratamento dos doentes com esta patologia. Objetivo - O nosso objetivo é validar uma versão portuguesa do SDE de acordo com as orientações da checklist de COSMIN.

MÉTODOS:

O SDE foi traduzido para o português, cumprindo as orientações para validação cultural. Indivíduos com distúrbio evacuatório e controlos saudáveis foram convidados a responder ao SDE numa fase inicial, 2 semanas e 3 meses depois, respetivamente. Foi avaliada a consistência interna, confiabilidade, erro de medição, validade de conteúdo e constructo, responsividade e interpretabilidade.

RESULTADOS:

Foram entrevistados 113 indivíduos (77 doentes; 36 controlos saudáveis) na fase inicial. O SDE foi aplicado novamente aos 77 doentes, 2 semanas depois, e a 30 doentes, 3 meses depois. Relativamente à consistência interna, a análise fatorial confirmou a unidimensionalidade e o coeficiente α de Cronbach foi 0,77, suportando homogeneidade dos itens. O kappa quadrático ponderado de 0,89 estabeleceu a reprodutibilidade teste-reteste. Considerando o erro de medição, a mudança mínima detectável a nível individual foi 2,66 e a nível de grupo foi 0,30. A validade do constructo foi avaliada através do coeficiente de correlação de Spearman entre o SDE e o score total (-0,32) e físico (-0,43) do SF-36. Em termos de validação clínica, verificou-se uma diferença significativa de 11 pontos entre as médias dos doentes e controlos. A responsividade foi confirmada pelo coeficiente de correlação de -0,86 entre a mudança do score e a evolução clínica, avaliados após 3 meses. Através da curva ROC, a mudança mínima importante foi 2,00 e a AUC foi 0,97. Não foram observados efeito-chão efeito-tecto.

CONCLUSÃO:

Este projeto permitiu validar a versão portuguesa do SDE de Renzi. É possível agora utilizar esta ferramenta na avaliação de distúrbios evacuatórios em doentes falantes de língua portuguesa.

DESCRITORES:
Constipação intestinal, classificação; Defecação; Psicometria; Inquéritos e questionários

Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades - IBEPEGE. Rua Dr. Seng, 320, 01331-020 São Paulo - SP Brasil, Tel./Fax: +55 11 3147-6227 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: secretariaarqgastr@hospitaligesp.com.br