Evolução da mortalidade por câncer de cólon e reto no Brasil e regiões, 1995 a 2015

Viviane Gomes Parreira DUTRA Virgilio Augusto Gomes PARREIRA Raphael Mendonça GUIMARÃES Sobre os autores

RESUMO

CONTEXTO:

O câncer de cólon e reto está entre as três neoplasias mais frequentes no Brasil, sendo um problema de saúde pública.

OBJETIVO:

Descrever o padrão de distribuição da mortalidade por câncer de cólon e reto no Brasil e regiões, por sexo, no período de 1996 a 2015.

MÉTODOS:

Utilizou-se os valores de taxas de mortalidade padronizadas e estratificadas por sexo entre 1996 e 2015, através dos modelos de regressão polinomial e análise por joinpoints.

RESULTADOS:

Foi observado que, para as tendências lineares das taxas de mortalidade, para ambos os sexos, há tendência de aumento linear estatisticamente significativa em ambos os modelos, sendo as taxas e as tendências maiores para homens do que para mulheres, respectivamente, 7,3% ao ano (R2=0,95; P<0,001) e 6,5% ao ano (R2=0,87; P<0,001). Observa-se diferença na magnitude e comportamento da tendência entre as regiões.

CONCLUSÃO:

Entende-se que é importante conhecer a tendência das taxas de forma a definir populações prioritárias para intervenções precoces que aumentem a sobrevida e reduzam a mortalidade.

DESCRITORES:
Neoplasias colorretais, mortalidade; Homens; Mulheres; Análise de regressão; Neoplasia do colo; Estudos de séries temporais

Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades - IBEPEGE. Rua Dr. Seng, 320, 01331-020 São Paulo - SP Brasil, Tel./Fax: +55 11 3147-6227 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: secretariaarqgastr@hospitaligesp.com.br