Fundoplicatura por minilaparoscopia: adaptações técnicas e experiência inicial

CONTEXTO: A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) é uma doença altamente prevalente. O seu tratamento é dividido em modificações de estilo de vida, tratamento médico e cirúrgico. A cirurgia laparoscópica é o tratamento padrãoouro. Nas últimas décadas houve uma extensa pesquisa sobre procedimentos menos agressivos do que a laparoscopia e com melhores resultados estéticos. A minilaparoscopia vem "reemergindo" como método seguro, eficaz e com excelentes resultados estéticos em pacientes selecionados, tratados para DRGE. É apresentada uma série de 27 pacientes tratados para a DRGE por minilaparoscopia. MÉTODOS: Entre outubro de 2009 e julho de 2011, o total de 27 pacientes foi submetido a fundoplicatura por videominilaparoscopia. Foram utilizados um trocarte de 10 mm, um telescópio de 30 graus e quatro trocarteres de 3 mm nas posições regulares. Os passos cirúrgicos são feitos sem modificações, de maneira habitual. Fita cardíaca, agulhas de sutura e, eventualmente, saco extrator e gaze são colocados e retirados através do portal umbilical. Com esses ajustes técnicos, podese realizar o procedimento de forma segura e eficaz, semelhantemente à técnica laparoscópica padrão. CONCLUSÃO: Hiatoplastia associada à fundoplicatura laparoscópica, utilizandose de instrumentos minilaparoscópicos é método seguro, viável e eficaz. Se comparado a outros "novos acessos", tem resultado estético espetacular. Pode ser realizado com apenas pequenos ajustes técnicos, por qualquer cirurgião experiente em laparoscopia e é perfeitamente adaptável a nossa realidade financeira.

Fundoplicatura; Laparoscopia; Procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos


Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades - IBEPEGE. Rua Dr. Seng, 320, 01331-020 São Paulo - SP Brasil, Tel./Fax: +55 11 3147-6227 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: secretariaarqgastr@hospitaligesp.com.br